.posts recentes

. Guarda-redes da Selecção ...

. The Beatles - I Me Mine

. Espírito Natalício

. Segunda-Feira!

. Algumas partes do melhor ...

. Concerto Ray Wilson (Ex-G...

. Franz Ferdinand - Lucid D...

. Franz Ferdinand - Campo P...

. João Só e os Abandonados ...

. The Muppets - Bohemian Rh...

. Cabeleireiro

. Bombeiros Voluntários da ...

. Keane - Again & Again

. Pequeno Nikita

. Razorlight - Golden Touch

. Kirchhoff Arctic Set "Stu...

. Sem ideias para um título...

. Futebol

. Quando eles tinham cabelo...

. New Shoes

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.Contador

Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Mad World

Tears For Fears


Gary Jules

 

Mad World foi o primeiro grande sucesso dos Tears For Fears, o single foi lançado em 1982, chegou ao 3º lugar da tabela britânica, do album The Hurting.

Em 2001, Michael Andrews e Gary Jules fizeram a sua versão de Mad World para o filme Donnie Darko. 
Noto que no dia-a-dia há cada vez menos respeito, as pessoas não se sabem respeitar, seja no trânsito ou mesmo na rua, já não há respeito como antigamente, estes valores tendem a desaparecer.

publicado por Ringo às 10:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Razorlight - Slipway Fires


Ontem fui à fnac, normalmente gosto de dar um vista de olhos pelos livros, cd's de música e filmes para ver as novidades e deparei-me com o novo cd de Razorlight, Slipway Fires. Catano, pensei eu, então os Razorlight lançam um cd e nem sequer há publicidade, nem têm direito a serem divulgados em Portugal? Realmente, nós em Portugal, importamos tudo o que é porcaria, é o Funaná, o Weke Weke, agora a Tarraxinha, as modas todas de Angola vêm para cá, depois isso reflecte-se no modo como os miúdos falam, no modo de vestir, na cultura, etc. Enfim...

Para já estou deliciado com estas duas músicas:

 

Wire to Wire

 

 

Tabloid Lover

 

publicado por Ringo às 10:06
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

Não, não são os de Coruche

publicado por Ringo às 10:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Mammas & Papas - Dream a Little Dream Of Me

 

É das músicas mais lindas que alguma vez ouvi.

publicado por Ringo às 10:36
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Jesús Hernández - Operação Valquíria


O plano de Claus von Stauffenberg e dos conjurados não era nada simples, consistia em matar Adolf Hitler e se possível Himmler e Goering, de modo a eliminar os altos cargos do partido, deixando os nazis sem líder, assumir o controlo de pontos estratégicos, iniciar uma revolução (sem o povo saber) e tomar o poder, o país estava a combater em duas frentes (Ocidental e Leste), mais tarde ou mais cedo a Alemanha acabaria por perder a guerra.

As coisas começaram logo a correr mal, após a explosão da bomba, em Rastenburg, onde estava a decorrer uma reunião, o líder alemão sobreviveu à explosão da bomba. Morreram 4 pessoas e outras tantas ficaram feridas, Hitler apenas teve alguns ferimentos ligeiros. Hitler afirmou que foi a Providência que o salvou.

Stauffenberg conseguiu activar uma bomba mas não teve tempo suficiente para activar uma 2ª bomba, sob grande pressão, Stauffenberg esqueceu-se de colocar as duas bombas juntas numa pasta, mesmo que a 2ª bomba não tivesse sido activada, esta iria explodir quando a outra bomba rebentasse, provocando uma explosão enorme.

Stauffenberg saíu da "Toca do Lobo", Rastenburg, rumo a Berlim, pensando que o plano já estaria em marcha. Quando chegou a Berlim reparou que ninguém tinha iniciado a Operação Valquíria, nesta altura já era tarde demais para voltar atrás, os conjurados iniciaram a Operação Valquíria, conseguindo tomar controlo de alguns locais estratégicos de Berlim e prendendo alguns SS.

Foram vários os motivos que levaram a Operação Valquíria a fracassar, mas o principal foi mesmo o facto de Adolf Hitler não ter morrido.

Hitler não ficou parado a assistir aos acontecimentos em Berlim, rapidamente tomou as devidas medidas para acabar com o movimento dos conjurados.

O General Fromm demarcou-se dos conjurados assim que percebeu que o plano não iria resultar, foi preso pelos conjurados. Alguns oficiais dentro do Bendlerblock estranharam a situação e libertaram o General Fromm, que conseguiu tomar conta da situação, após uma troca de tiros os conjurados renderam-se e foram imediamente submetidos a um conselho de guerra, sendo fuzilados.

É claro que os acontecimentos não foram assim tão rápidos como estão aqui descritos, isto tudo passou-se ao longo de um dia e só terminou de noite, com a morte de Stauffenberg e de alguns conjurados. Oito conjurados foram julgados e condenados à morte, pelo tribunal do povo, presidido pelo juiz Roland Freiser que humilhou os réus até se cansar. Estes conjurados foram mortos de uma forma brutal, macabra e selvagem, e a execução foi filmada para mostrar a Hitler e a alguns SS.

Na altura, Stauffenberg era visto como um traidor, depois passou a ser visto como um membro da resistência alemã, hoje em dia é visto como um herói.

Este texto foi escrito por mim, é provável que tenha alguns dados errados (espero que não), se estiverem interessados o melhor mesmo é lerem o livro.

publicado por Ringo às 09:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

História do Salame desaparecido

 

Quando eu era mais novo, numa bela tarde de Verão, a minha avó tinha feito um belo salame e deu-me duas fatias, uma para mim e outra para eu dar ao meu irmão quando chegasse a casa. Naquela altura eu morava perto da casa dos meus avós, então, saí de casa da minha avó com as duas fatias de salame, comi a minha fatia pelo caminho e não fiquei totalmente satisfeito,  pensei que ninguém iria dar por falta da outra fatia, sendo assim, comi a fatia de salame do meu irmão e entrei em casa de mãos a abanar, caladinho, não disse nada a ninguém que a minha avó tinha mandado uma fatia para o meu irmão, estava convencido que o plano iria correr bem.

No dia seguinte, a minha mãe falou com a minha avó e ficou a saber que eu tinha comido a fatia do meu irmão, ele nem sequer chegou a provar.

Não fiquei de castigo, mas devo ter ouvido um raspanete, mas acho que valeu a pena.

publicado por Ringo às 14:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Festival Paredes de Coura

 

Que grande notícia, Supergrass e Franz Ferdinand vão ao festival de Paredes de Coura, ainda por cima, os dois no mesmo dia, melhor seria impossível. As bandas irão actuar no dia 30 de Julho (Quinta-Feira). Sempre pensei que nunca iria ver Supergrass, é das bandas britânicas que mais admiro, têm uma sonoridade única, graças ao piano de Rob Coombes, irmão do vocalista Gaz. Os gajos são esquisitos como tudo, mas têm músicas muito boas.

Vou ter mesmo que ir a Paredes de Coura, desta é que eu não estava nada à espera.
 

Supergrass


Franz Ferdinand

publicado por Ringo às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Tributo aos Beatles



 

Em Janeiro de 1969, os Beatles iniciaram um projecto cinematográfico que documentaria a realização de sua próxima gravação, originalmente intitulado Get Back. Durante as sessões de gravação, a banda realizou sua última apresentação ao vivo no último andar do edifício da Apple, em Londres, na tarde fria de 30 de Janeiro de 1969.

 
40 anos depois, no dia 8 de Maio de 2009, numa iniciativa repleta de saudosismo, o Coliseu dos Recreios em Lisboa vai assistir à recriação fiel dos anos de magia dos “Fab Four”.
 
Enquadrados pelo ambiente da época os “Fab Four” do “Get Back – The Beatles Tribute” vão fazer as delícias dos verdadeiros fãs e de todos aqueles que reconhecem na mítica banda a raiz do pop-rock moderno.
 
Num palco recriado a rigor, o “Get Back – The Beatles Tribute” promete mais de hora e meia de pura “beatlemania” oferecendo ao público interpretações dos grandes êxitos da banda de Liverpool com uma qualidade inexcedível.
 
Aqueles que alguma vez tiveram a felicidade de assistir a um espectáculo ao vivo dos Beatles vão ter agora a oportunidade de sentir o calor e a vibração transmitida pela mais popular banda de todos os tempos.
 
Os que nunca sentiram esse prazer único vão poder deliciar-se com um espectáculo que os fará viajar até aos inigualáveis anos em que a música era rainha e os Beatles se impunham.
 
Informação retirada do site: http://www.coliseulisboa.com/evento.php?id=431
 
Felipe Fontenelle - Paul McCartney
Luís Bento - Ringo Starr
Miguel Noronha Andrade - George Harrison
Tomás Ramos de Deus - John Lennon

Músicos convidados:

Paulo Muiños - Saxofone
Nuno Reis - Trompete
Tó Bravo - Trombone de Varas
Ciro Bertini - Piano
Ricardo Barriga - Guitarra
 
Para a 1ª plateia os bilhetes custam 22,50€
A não perder!
publicado por Ringo às 13:42
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009


 

Há dias enviaram-me um email com um documento do Diário da República, Nº60 - 26 de Março de 2009. Comecei a ler o Diário da República e numa parte estava a aprovação do regime de presenças e faltas ao Plenário, no meio de todas aquelas barbaridades, o ponto 7 é o que chama mais à atenção, reparem:
 

"A palavra do deputado faz fé, não carecendo por isso de comprovativos adicionais. Quando for invocado o motivo de doença, poderá, porém, ser exigido atestado médico caso a situação se prolongue por mais de uma semana".


Então, se um deputado faltar durante 4 dias, poderá dizer que esteve doente e nem sequer terá que apresentar um atestado médico, isto só mesmo neste país, este políticos priveligiados só precisam do nosso voto, depois gozam connosco à força toda.

Há grandes empregos, onde é que me posso inscrever para o cargo de deputado?

publicado por Ringo às 15:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

With a Little Help From My Friends

Lembro-me que quando era mais novo, já não me lembro bem qual o motivo, o meu pai uma vez disse-me que amigos verdadeiros só tínhamos três ou quatro. Eu na altura achei que aquilo não fazia muito sentido, então eu até me dava com tanta gente, até era uma pessoa bastante sociável, não concordei em nada com o que ele me tinha dito.

Há alturas na vida em que precisamos mesmo de contar com os amigos, nessas alturas, chegamos à conclusão que nem todas as pessoas com quem nos relacionamos são nossos amigos de verdade, temos quase sempre que errar para aprendermos as coisas por nós próprios.

Ia eu no carro, coloco no leitor de cd's o cd dos Bealtes - Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, começo a ouvir esta maravilhosa música e a lembrar-me de alguns episódios do passado.

With a Little Help From My Friends foi escrita pela dupla Lennon/McCartney, propositadamente para o baterista Richard Starkey (Ringo Starr), de modo a que ele pudesse cantar quase sempre no mesmo tom.

Paul McCartney teve que ajudar o Ringo a cantar a última nota da música.

A música é como se fosse uma conversa, se repararem na letra.
Para mim, deve ser das melhores músicas dos Beatles.
Começa assim:
What would you think if I sang out of tune,
Would you stand up and walk out on me.

.........
 

P.S -> Obrigado Nuno por me teres indicado o site dos Beatles
P.S 2 --> Belo bigode, também quero um assim

publicado por Ringo às 18:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Moisés



Não é justo!

publicado por Ringo às 15:13
link do post | comentar | favorito

Biografia de Louis de Funès

Biografia de Louis de Funès sai em Junho

O jornalista e autor francês Bertrand Dicale vai editar a 9 de Junho uma grande biografia do actor cómico Louis de Funès (1914-1983), que protagonizou 120 filmes ao longo de uma carreira de quase 40 anos, entre os quais se contam alguns dos maiores êxitos do cinema francês.

O livro, intitulado De Funès, Grimace et Gloire, com a chancela da Grasset, terá 800 páginas. Dicale, biógrafo de Juliette Gréco e de Serge Gainsbourg, demorou vários anos a investigar a vida particular e artística do popularíssimo actor, que marcou a comédia popular à francesa nas décadas de 60 e 70, graças a filmes como O Gendarme de St. Tropez, A Grande Paródia, O Pequeno Banhista, A Mania das Grandezas ou As Aventuras do Rabi Jacob. Funès foi condecorado com a Legião de Honra em 1973.

 

In "Diário de Notícias Online"
http://dn.sapo.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1199854&seccao=Livros
 

O livro terá 800 páginas? Ora aqui está um livro para adquirir, penso que o preço, no mínimo deverá ser uns 40€, tal como a biografia de Churchill ou de Hitler, as editoras gostam mesmo de meter ao bolso.

publicado por Ringo às 10:57
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Mr. Writer


  

 
Mr. Writer é uma música dos Stereophonics (uma banda do País de Gales), no meu entender está muito bem pensada, foi escrita pelo vocalista Kelly Jones. A música é uma crítica aos jornalistas. Foi escrita após uma tournée dos Stereophonics, quando um jornalista acompanhou a banda nessa mesma tournée, acabando por criticar bastante a banda de Kelly Jones e escrevendo algumas mentiras, prejudicando assim a banda.

Em 2001 os Stereophonics lançaram o album Just Enough Education to Perform, Mr. Writer foi o primeiro single, chegando ao #5 do top britânico.

Após o lançamento de Mr. Writer, a relação da banda com os media piorou significativamente.

Ultimamente não tenho acompanhado muito o trajecto dos Stereophonics, sei que em 2008 lançaram Decade in the Sun: The Best of Stereophonics, uma colectânea com todos os grandes êxitos.


 

O Vocalista tem uma voz estranha mas têm músicas muito boas, como por exemplo: Traffic, The Bartender and the Thief, Have a Nice Day, Maybe Tomorrow, entre outras.

publicado por Ringo às 21:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

MIC Coruche

Ora aqui está uma excelente ideia!

Acho que este tipo de iniciativas são de louvar, os partidos políticos já metem nojo, até que enfim que alguém tem a coragem de iniciar um movimento de cidadãos, sejam eles do PS, PSD, PNR, PCP, do Benfica, Sporting, etc... O que interessa é que este grupo de cidadãos faça algo de útil por Coruche, isso é que é importante.

Qualquer coisa que se faça em Coruche tem que ser criticada, vi noutros blogs o pessoal a implicar por causa de fulano X ter pertencido ao partido Y, a pessoa pode ter as suas próprias ideias e achar que o partido já não se adequa. A não ser que queiram que as pessoas tenham que ser virgens para fazerem parte do MIC!

O sistema partidário, nos dias que correm, não funciona, basta olharmos para o estado actual do país, o país está a saque, quem quer que esteja no governo, convida os seus amigos para altos cargos, de modo a poderem meter ao bolso.

Esperemos sinceramente que o MIC faça a diferença pela positiva.

Apenas um aspecto negativo, o MIC no seu site informava que em apenas 7 dias, a rede social do MIC no Hi5 contava com cerca de 300 participantes Coruchenses, parece-me propaganda rasca, acho que nem o Joseph Goebbels, se fosse vivo, iria lembrar-se de uma propaganda deste género. Uma coisa é as pessoas aderirem ao MIC, outra coisa é as pessoas adicionarem o MIC como amigo no Hi5, qualquer pessoa se visse o convite no Hi5 faria isso.

publicado por Ringo às 11:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links