.posts recentes

. Guarda-redes da Selecção ...

. The Beatles - I Me Mine

. Espírito Natalício

. Segunda-Feira!

. Algumas partes do melhor ...

. Concerto Ray Wilson (Ex-G...

. Franz Ferdinand - Lucid D...

. Franz Ferdinand - Campo P...

. João Só e os Abandonados ...

. The Muppets - Bohemian Rh...

. Cabeleireiro

. Bombeiros Voluntários da ...

. Keane - Again & Again

. Pequeno Nikita

. Razorlight - Golden Touch

. Kirchhoff Arctic Set "Stu...

. Sem ideias para um título...

. Futebol

. Quando eles tinham cabelo...

. New Shoes

.arquivos

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

.Contador

Quinta-feira, 14 de Janeiro de 2010

Guarda-redes da Selecção de Moçambique

 

publicado por Ringo às 10:13
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quarta-feira, 6 de Janeiro de 2010

The Beatles - I Me Mine

 

publicado por Ringo às 20:12
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 22 de Dezembro de 2009

Espírito Natalício

Quando tinha os meus 15 anos, por esta altura do Natal, entrei no meu prédio e encontrei o vizinho do 2º andar nas escadas, como era costume cumprimentei-o e já estava à espera que ele não dissesse nada, ou então, respondesse para dentro, como costumava fazer. A resposta dele foi uma surpresa, desejou-me um excelente Natal para mim e para a minha família e foi super simpático, fiquei quase sem saber o que dizer, não estava mesmo nada à espera, este vizinho carrancudo durante o ano mal me falava e agora estava bastante simpático. Só mais tarde é que percebi que ele estava assim por causa do Espírito Natalício, algumas pessoas na altura do Natal tornam-se mais simpáticas, solidárias, até participam em algumas iniciativas de beneficência, tudo por causa do Espírito Natalício. Quando passa o Natal, estas pessoas voltam ao mesmo.
Segundo me contaram, o Espírito Natalício é algo que anda no ar durante o mês de Dezembro, não se vê, só é possível senti-lo. Eu cá não acredito nada nessas tretas.

publicado por Ringo às 22:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 16 de Dezembro de 2009

Segunda-Feira!

A passada Segunda-Feira poderia ter sido mais um dia monótono e chato, quer dizer, até foi, mas teve algo de insólito.

Decidi ir ao Cascais Shopping procurar algo de interessante para comprar. Quando ia a chegar de carro ao Shopping, reparei num carro que ia mesmo à minha frente, o condutor parecia não saber para onde ia, mudou de faixa e seguia na direcção de Sintra, quando de repente, reparou que não ia para o sítio pretendido e rodou o volante para a direita e direcção ao Cascais Shopping, já era tarde demais, foi chocar com o separador central e acabou mesmo por subi-lo, depois o carro tombou. Nem queria acreditar no que estava a ver, como é que alguém tinha acabado de ter um acidente tão estúpido. Parei o carro, liguei os 4 piscas, dirigi-me ao veículo e o Sr. que estava dentro do carro fez-me sinal de que estava bem, liguei para o 112 e ajudei-o a sair, pois o carro tinha tombado e estava de lado. Algumas pessoas que naquele instante viram o acidente, nem sequer pararam para dar assistência. Felizmente não houve feridos e tudo terminou bem.
Quando cheguei ao Shopping, estacionei o carro e ao sair reparei num telemóvel no chão. Carreguei nas teclas e vi que estava ligado. Procurei nas chamadas marcadas algum número para o qual pudesse ligar e liguei para o irmão da pessoa que tinha perdido o telemóvel. Lá lhe expliquei a situação, que tinha achado o telemóvel e queria devolvê-lo ao dono. Após alguns minutos, recebo uma chamada, era a pessoa que tinha perdido o telemóvel a agradecer muito. Combinámos um local para eu lhe entregar o telefone. Se tivesse encontrado o telemóvel e não tivesse bateria, nesse caso não havia forma de o devolver ao dono, mas como ainda estava ligado, nem mepassou pela cabeça ficar com o telefone, achei que teria mesmo que o devolver.
Se o Karma existe, ainda estou à espera que me aconteça algo de bom, ou não.

 

publicado por Ringo às 22:43
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 14 de Dezembro de 2009

Algumas partes do melhor filme de comédia Francês

 

publicado por Ringo às 23:31
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2009

Concerto Ray Wilson (Ex-Genesis) - Maxime

 

Foi no passado Domingo, num ambiente intimista, calmo e informal, que assisti ao concerto de Ray Wilson, vocalista dos Genesis entre 1996 e 1998.

Fiquei a conhecer o Ray Wilson por intermédio do meu irmão, ele sempre foi um grande fã de Genesis, em 1997 apareceu em casa com o novo cd dos Genesis, Calling All Stations. Depois de Phill Collins (ou como um rapaz que eu conhecia dizia: "Far Corins") sair dos Genesis, os restantes músicos, Tony Banks e Mike Rutherford, decidem fazer castings para a escolha do novo vocalista. Entre os candidatos estava o ex-vocalista de Marillion, para quem conhece Marillion (não é o meu caso), a voz do vocalista Alan Barton é parecidíssima com a de Peter Gabriel e os Marillion sempre afirmaram que eram grandes fãs dos Genesis, daí a sua música ser bastante semelhante à dos Genesis.

Os dois elementos da formação inicial dos Genesis decidem contratar o "desconhecido" Ray Wilson, que havia pertencido à banda escocesa Stiltskin.

O álbum Calling All Stations vendeu bastante bem na Europa, mas não nos Estados Unidos, os Genesis até tinham preparado uma digressão pelos Estados Unidos mas foi cancelada devido à fraca venda de bilhetes para os concertos. Em 1998 os Genesis decidem fazer uma pausa e "convidam" Ray Wilson a sair. Mais tarde Ray Wilson veio a afirmar que ninguém dos Genesis lhe disse nada, decidiram fazer uma pausa e nem lhe disseram se tinha saído da banda ou não, ele passou um período bastante complicado da sua vida após a saída dos Genesis.

Por sorte, estava a navegar na internet no site da ticketline para ver quais os concertos que iriam haver em Portugal, nunca costumo fazer isso, acabei por encontrar o concerto do Ray Wilson - Genesis Unplugged, liguei logo ao meu irmão e num instante comprámos os bilhetes com medo que esgotassem.

Antes de entrar para o concerto estava um bocado reticente, não sabia se realmente o concerto valeria a pena, por outro lado, seria sempre bom ver um espectáculo diferente.

É-me complicado descrever o concerto, foi uma experiência única, ainda tenho bem guardado na memória o excelente concerto que o Ray Wilson deu, é sempre bom descobrir novas formas de fazer música e ouvir outros estilos, fiquei tantas vezes arrepiado, foi óptimo. O Ray tocou músicas dos Genesis, Peter Gabriel, Phill Collins e algumas dele, foi um conceito diferente de espectáculo, ele antes de tocar contava algumas histórias do tempo em que esteve nos Genesis, falava com o público ou explicava algo acerca da música, sempre bem disposto e com um enorme sentido de humor. Infelizmente o tempo passou rapidamente, penso que o concerto deve ter durado 1h 30m. No final do concerto, ele disse que ia só lá dentro ao camarim e já vinha ter connosco para beber uma cerveja, o meu irmão bem queria ficar mas eu olhei para as horas e já era quase uma da manhã, no outro dia eu tinha que ir trabalhar, com muita pena nossa não podemos ficar para conversar ele.
Não deveriam estar muito mais de 50 pessoas no Maxime, só mesmo aquelas pessoas que são fãs de Genesis é que devem ter ido ao concerto. O Maxime tem mesmo estilo de casa de "chantras", mas gostei bastante, é pequeno e bem decorado. Nota-se que ele ficou um bocado abalado com a saída dos Genesis e da forma como foi tratado, atingiu a fama rapidamente e num instante perdeu-a, um músico desta categoria merecia muito mais, tem uma voz única.

Valeu bem pena ter assistido a este concerto.

Para quem estiver interessado, podem ver os vídeos de Ray Wilson, o primeiro num concerto dos Genesis, a cantar a música mais conhecida de Calling All Stations, Congo e no segundo, num concerto de tributo aos Genesis, com banda, a cantar That's All. Não é que haja muita gente interessada em ler estes artigos ou ver estes filmes que coloco, de qualquer forma, é sempre bom escrever/falar sobre outros assuntos para além de futebol ou coscuvilhices ou coisas triviais, pena por vezes não poder falar sobre algum filme, sobre um livro, ou sobre o cd de música que andam a ouvir com algumas pessoas.
 

 

publicado por Ringo às 22:45
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Franz Ferdinand - Lucid Dreams

 

publicado por Ringo às 21:03
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 4 de Dezembro de 2009

Franz Ferdinand - Campo Pequeno



Pela primeira vez os Franz Ferdinand estrearam-se em Portugal com um concerto em nome próprio, anteriormente já haviam tocado em alguns festivais (Sudoeste, Paredes de Coura e Super Bock Super Rock).
O pessoal começou a entrar cedo para o recinto, de modo a tentarem ficar o mais perto possível do palco, reparei que havia bastantes miúdos a assistirem ao concerto, eu com idade deles, o único concerto que conseguia ver era os o dos Filhos da Terra e mesmo assim tinha que mentir aos meus pais para poder chegar a casa um bocado mais tarde que a meia-noite.
Às 21:00 subiram ao palco os portugueses The Doups, segundo consta, são uma grande promessa do pop/rock português. Não achei mesmo nada de especial, as músicas não são más, mas os refrões são fraquíssimos.
Após a actuação dos portugueses, foi a vez dos norte-americanos The Phenomenal Handclap Band (com um estilo funk/disco), que irão acompanhar os Franz Ferdinand até ao final do ano. Esta banda composta por sete elementos foi uma bela surpresa, gostei imenso da forma como eles se apresentaram em palco, todos os elementos dançavam (à excepção do baterista e do baixista) e tocaram com um grande à vontade. Um dos guitarristas, Bing Ji Ling,  logo na primeira música partiu uma corda da guitarra, mas nem por isso deixou de tocar ou trocou de guitarra, tocou assim até ao fim. Era impossível tirar os olhos dele, estava "cheio de cenário", vestido à anos 60 e sempre a curtir as músicas.

Após a actuação dos Phenomenal Handclap Band, chegou o momento mais aguardado da noite, o público já estava ansioso, ao meu lado, uma miudinha dizia a outra: "Já está quase a chegar a hora, nem acredito que estou aqui, só acredito que é verdade quando os vir", não era caso para tanto.


 

Quando os quatro músicos subiram ao palco e começaram a tocar No You Girls, os lugares que haviam sido cuidadosamente guardados desde a abertura das portas, foram rapidamente trocados, isto porque o público começou a saltar e era impossível ficar no mesmo sítio, quem não saltasse corria o risco de ser pisado. É impressionante a forma como esta banda consegue contagiar o público, ninguém conseguia ficar parado. Ainda o pessoal estava surpreendido com aquele início tão explosivo, já o baterista, Paul Thomson, começava a tocar Dark Of The Matinée. Seguiram-se as músicas Can't Stop Feeling e Do You Want To, só acalmaram um pouco com Twilight Omens.



Dá mesmo prazer ver esta banda a tocar, os Franz Ferdinand não são apenas uma banda que lança bons cd's, eles fazem questão de dar bons concertos, sempre com novas ideias e com muita interacção com o público. O guitarrista, Nick McCarthy, sempre irrequieto e com os seus passos de dança, parece que está a dançar com a guitarra. Gostei do "look" do vocalista, Alex Kapranos, um bigodinho à Cantiflas fica sempre bem. Durante o concerto, o baterista, Paul Thomsom, sempre que tinha oportunidade, tirava do bolso um pente igual ao que os velhos usam e começava a pentear-se. O baixista tinha por cima do amplificador uma cerveja Super Bock, esteve o concerto todo a beber e tenho quase a certeza de que ele estava bêbado.



A meio do concerto foi tempo de surpreender o público com um espectáculo de percussão, os músicos tocaram em timbalões de uma forma sincronizada, à excepção do baixista que estava grosso.
A forma como terminaram o concerto foi genial, o público ficou sem reacção, durante a música Lucid Dreams, os elementos da banda foram saindo do palco, ficando só o baterista, depois no final regressaram para agradecer ao público.

Quanto aos aspectos menos bons, o som estava bastante alto no início, não era perceptível o que o vocalista cantava. O cheiro a suor, ainda há muita gente que não sabe o que é desodorizante.

Se alguém tinha dúvidas quanto ao talento de Franz Ferdinand, ficou provado em Lisboa que Franz Ferdinand é seguramente uma das melhores bandas da actualidade, espero que continuem a tocar juntos por muitos anos. Tal como os Duran Duran, a ideia inicial dos Franz Ferdinand era criar músicas para as miúdas dançarem, resultou na perfeição.

 

 

Todas as fotografias foram retiradas do site: http://fotos.sapo.pt

 


Filmes:


Franz Ferdinand - No You Girls - Primeira Música, quando chega à parte do refrão, reparem bem no público, é impossível continuar a filmar.


Franz Ferdinand - Do You Want To - Reparem bem no espectáculo que o guitarrista dá durante o solo, é impressionate, foi assim o concerto todo.

 

Franz Ferdinand - Take Me Out - Talvez o momento mais aguardado da noite, todo o Campo Pequeno aos saltos.


Franz Ferdinand - Drums Solo - Reparem bem no baixista (o elemento mais à direita), se não está bêbado, então ele não as mete todas. Maximizem a janela.

 
De modo a poder colocar os filmes no blog, tive que comprimi-los, perderam alguma (muita) qualidade, tanto na imagem como no som.

publicado por Ringo às 08:54
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 1 de Dezembro de 2009

João Só e os Abandonados - Meu Bem

 

publicado por Ringo às 20:41
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 27 de Novembro de 2009

The Muppets - Bohemian Rhapsody

 

publicado por Ringo às 10:27
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 26 de Novembro de 2009

Cabeleireiro

Talvez, já há uns 4 anos que não ia cortar o cabelo num cabeleireiro, desde que comprei uma máquina de cortar o cabelo, opto sempre por cortar em casa, pelo menos fica mais económico. Só há um pequeno pormenor, quando corto o cabelo em casa, normalmente é a minha mãe a cabeleireira de serviço, o corte nunca fica perfeito, ou fico com uns bocados de cabelo maiores, a patilha fica torta, ou então, como me aconteceu uma vez, fiquei sem uma patilha, aí as lágrimas vieram-me logo aos olhos, desde os 15 anos que ando a cultivar estas patilhas, não é que queira ter umas patilhas iguais às do Quique Flores, só que já não me consigo ver sem patilhas.

Fui ao único sítio que estava aberto à noite, ao Sanjam, é impressionante, a maior parte dos empregados é brasileiro, calhou-me logo o Júnior, tinha assim uns tiques esquisitos, já não há barbeiros machos como o Jesuino.

Cortou-me o cabelo num instante, o rapaz manejava o pente e a tesoura com uma facilidade incrível. Quando chegou a altura das patilhas, perguntou-me se eu queria cortar tudo, respondi-lhe logo que não, era para manter, ele apontou a máquina para cortar e eu pedi-lhe para cortar mais abaixo, para ficar assim um bocado maior, nessa altura ele riu-se, se calhar na zona de Cascais o pessoal não usa patilhas, cortam tudo até acima.

A parte pior foi ter pago 13€ para cortar o cabelo, não sabia que estava assim tão caro um corte de cabelo, pelo menos o corte ficou certinho e com as patilhas bem arranjadas, parecia que tinham sido arranjadas a régua e esquadro, assim vale a pena.




Não foi este o corte, mas para a próxima vou pedir um corte destes.

publicado por Ringo às 14:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009

Bombeiros Voluntários da Salguerinha


 

No passado mês de Setembro, fez precisamente 6 anos que o meu avô e eu tivemos uma aventura insólita, parecia uma cena retirada de um filme de Louis de Funès.

Tudo começou em Setembro, estava eu de férias, tinha concluído a minha licenciatura, perdão, tinha terminado o 12º ano e enquanto estava a aguardar por alguma proposta de trabalho, o meu avô convidou-me para ir com ele à Salgueirinha vindimar. Aceitei logo o convite, até porque estava em casa sem fazer nada, pelo menos seria agradável fazer algo de útil.

Na parte da manhã não se passou nada de especial, apanhámos a uva para o meu avô poder fazer aquele vinho tão especial, de que ele tanto gosta e alguns amigos dele também, até houve uma vez que um senhor amigo do meu avô, gostou tanto do vinho, bebeu tanto que até se mijou nas calças.

Da parte da tarde fomos ao lagar do vinho, que ficava no alto ao lado da casa do Zé Correia, deixar as uvas para mais tarde serem esmagadas. Quando vínhamos a descer, ouvimos alguém a pedir socorro, numa bela e calma tarde de Setembro na Salgueirinha, esta era sem dúvida uma situação anormal. Fomos ver o que se estava a passar, subimos um pouco e seguimos na direcção do pedido de ajuda. Chegámos à porta da casa do Zé Correia e vimos a mulher dele cá fora, muito aflita. Algumas pessoas do campo têm a sua casa e no quintal, costumam ter uma barraquinha (não sei se será o termo correcto) onde costumam fazer a comida. A barraca tinha começado a arder por causa do calor, penso que tinham alguma lenha lá dentro e foi isso que causou o incêndio.

Assim que vimos a barraca a começar a arder, procuramos logo maneira de extinguir o fogo, só que havia um grande problema, estava uma botija de gás dentro da barraca. Tentei aproximar-me da botija para tirá-la, mas não consegui, o calor era insuportável. Olho em redor e por sorte, ao lado da barraca estava um enorme tanque cheio de água, era só preciso arranjar maneira de tirar a água do tanque para cima do fogo. Vejo no chão um balde, pego nele e encho-o de água, quando vou atirar a água para o fogo, nada, não saiu água nenhuma do balde, olho para o fundo e o balde tinha vários furos, a água tinha caído toda no chão, naquele momento nem tive tempo de pensar em mais nada, a minha preocupação era a botija de gás, se o fogo chegasse à botija, a qualquer momento podíamos ir todos pelo ar,  estava mesmo cheio de medo. Nesse mesmo instante, olho para o lado e vejo o meu avô com uma mangueira, fiquei descansado, pensei: «Epá, o avô é mesmo desenrascado, foi logo encontrar uma mangueira, é mesmo isso que estamos a precisar.» Quando o meu avô aponta a mangueira para o fogo, não sai água nenhuma, a mangueira era curta demais e tinha saltado da torneira. Isto não podia estar a acontecer-nos, tudo corria mal. No meio de toda aquela confusão, lá encontrámos uns alguidares e atirámos com tanta água para cima do fogo que o tanque ficou a meio, fiquei todo encharcado mas conseguimos apagar o incêndio, foi pena a barraca ter ficado sem tecto, do mal o menos, o Zé Correia lá deve ter construído outra.
Calhou a estarmos no sítio certo na hora certa, no final até nos rimos todos do que tinha acontecido, mas na altura apanhámos um enorme susto. Foi preciso ter azar, um balde furado que servia para regar as plantas e uma mangueira bastante curta, mas lá nos conseguimos desenrascar.

Infelizmente o Zé Correia e a sua esposa já faleceram, dizem que ele era um grande contador de histórias. Este texto é dedicado à sua memória.

publicado por Ringo às 22:12
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 17 de Novembro de 2009

Keane - Again & Again

 

publicado por Ringo às 22:50
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009

Pequeno Nikita



Na época passada, num jogo contra as Sentieiras, estávamos a perder 2-0 ao intervalo. Eu estava danado, até estava a jogar bem e o resultado não era o mais favorável à nossa equipa. Quando saio do balneário e me dirijo para a baliza, passo pelo Bernardo Nikita, o miúdo mais novo que acompanha sempre o jogos do Errense e ele vira-se para mim e diz: «Então, já deste duas frangas?», eu tentei não ligar ao gaiato, até porque estava de mau humor e era capaz de o mandar dar uma volta, segui para a baliza, também achei que o miúdo estava a meter-se comigo.
Na 2ª parte sofro mais um golo, a bola vai a meio-campo e o jogo recomeça, oiça uma voz de criança a chamar-me e olho para a bancada, era o Nikita, mas desta vez furioso: «Poça pá, mais um golo Asseiceira, fogo», fiquei a pensar: «Só me faltava este estar a chatear-me nesta altura». Claro que depois até achei piada, mas na altura fiquei danado com o gaiato.

Nesse dia à noite, depois do jantar do Errense, foi a altura ideal para "castigar" o Nikita, ele anda com a ideia de que quer ser guarda-redes, então fui-lhe dar treino específico, levou com cada bujarda, acho que no outro dia deve-lhe ter custado a levantar.

No fim-de-semana passado, estávamos a perder 2-0 ao intervalo, passo novamente pelo Nikita e ele vira-se para mim com ar de gozão: «Então, mais duas frangas?» Pena não ter ido jantar à Erra senão ele tinha levado com mais um treino específico de guarda-redes.

publicado por Ringo às 22:16
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 11 de Novembro de 2009

Razorlight - Golden Touch

Belas galochas!

publicado por Ringo às 19:32
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Kirchhoff Arctic Set "Studio" 5000/20

 

Não, não quero dar nas vistas, nem quero protagonismo, mas esta bateria acrílica é linda, já há algum tempo que ando à procura de uma bateria acrílica a um preço acessível, descobri esta na internet e foi amor à primeira vista. Apenas por 1299€, alguém conhece algum banco fácil de assaltar?

 

Site: http://www.musik-produktiv.de/kirchhoff-arctic-series-10018514.aspx

publicado por Ringo às 10:18
link do post | comentar | favorito

Sem ideias para um título (Problema de Expressão?)

São várias as vezes que durante o dia imagino certos assuntos, histórias ou situações do dia-a-dia para colocar no blog, mas quando chega à altura de escrever, ou esqueço-me, ou então não consigo escrever da melhor forma aquilo que tinha pensado. Isto acontece-me frequentemente, sempre que me sento ao computador para tentar escrever algo, parece que as palavras não saem, tenho uma dificuldade enorme em conseguir expressar-me ou publicar um texto mais elaborado. É claro que não quero ser nenhum escritor, nem tenho ambição/talento para isso, mas às vezes até seria óptimo poder jogar com as palavras, que elas pudessem fluir e criar um artigo diferente, praticamente escrevo da maneira que falo, por um lado até nem é muito negativo, alguns artigos são escritos com uma certa ironia, e é mesmo assim que eu quero que fiquem.

Sempre que escrevo um artigo, leio e releio vezes sem conta, altero, emendo, apago, nunca ficando satisfeito, colo no Word para descobrir alguns erros, procuro palavras no dicionário, enfim, preocupo-me demasiado com uma coisa tão simples.
publicado por Ringo às 09:56
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 3 de Novembro de 2009

Futebol


Posso afirmar que toda a minha "carreira" futebolística como senior foi feita no Errense. Fiz as camadas jovens no Coruchense, desde os infantis até aos juniores, quando foi a altura de dar o salto para os seniores acabei por desistir e sair do Coruchense, na altura a direcção não queria que eu continuasse (soube mais tarde que ficaram todos contentes com a minha saída) e a minha vida pessoal não estava a correr da melhor forma. Desisti.
Ainda me lembro das conversas que tinha com o Pedro Melrinho, às vezes também com o Cardoso, gostávamos muito de imaginar como seria o futuro. Eu e o Melrinho chegámos a combinar, se não conseguíssemos ser jogadores profissionais de futebol em Portugal, emigrávamos para outro país onde o futebol fosse mais fraco para podermos ser profissionais e quem sabe, jogar na selecção desse país, depois sermos descobertos por algum olheiro e entrarmos em Portugal pela porta grande. O Melrinho esteve há pouco na Índia, podia ter aproveitado para concretizar o seu sonho de miúdo.

Desde que jogo no Inatel, já me aconteceram alguns episódios engraçados, outros nem por isso, o que é certo, no Inatel vê-se de tudo, a começar pelos árbitros, a maior parte deles é gente sem o mínimo de formação, nem sabem dizer uma frase completa e só porque têm o apito acham-se a autoridade, vê-se com cada patego.
Este fim-de-semana houve mais um jogo do Errense e que jogo, pelo menos aquela primeira parte, foi tão polémica e foi tempo de eu mandar um belo frango, já não mandava há mais de um ano, o que não é nada mau para uma pessoa que não treina. Sempre odiei mandar frangos, era a pior coisa que me podia acontecer a jogar futebol, quando era mais novo, ninguém podia falar para mim sempre que mandava um frango, fechava-me em casa, agora com o passar do tempo a mentalidade já é outra (mais ou menos), mas aquele sentimento de vergonha está lá, fico sempre a pensar que podia ter feito mais, ou como é que pude sofrer um golo assim?!. Nem vou descrever o golo que sofri, só de pensar nisso apetece-me esconder debaixo da cama com vergonha, de qualquer forma, já sofri golos mesmo esquisitos. Se algum dia for pai, os meus filhos estão proibidos de serem guarda-redes.

O que vale é que a noite de Sábado correu bastante bem e deu para esquecer o franguito da tarde, demos um belo concerto em Marinhais, não na Lua Azul, com muita pena minha, mas no 3Bar.

publicado por Ringo às 21:52
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2009

Quando eles tinham cabelo e quando ficaram carecas

Bruce Willis





Jude Law



Louis de Funès





Peter Gabriel





Phil Collins





Seal



publicado por Ringo às 22:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

New Shoes

Se há coisa de que eu gosto mesmo, é de um belo par de sapatos (mas não iguais aos da fotografia). Há algum tempo comprei uns sapatos novos, raramente os uso, não porque eu não goste deles, apenas porque têm um pequeno grande defeito, rasgam-me as meias  no sítio do calcanhar.

Ontem foi um desses dias, de manhã ao vestir as meias, certifiquei-me que as meias não estavam rotas, faço sempre isto. A meio da tarde, estava sentado à secretária e reparei que tinha um buraco nas meias, graças aos meus sapatos, não gosto mesmo nada de ter as meias rotas, tive que improvisar, desci a meia um bocado, de modo ao sítio do buraco ficar debaixo do pé.

Já não sei o que fazer aos sapatos, foram tão caros e no fim estragam-me as meias todas, alguém por acaso tem alguma sugestão?

publicado por Ringo às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 27 de Outubro de 2009

Heróis do Mar - O Inventor

 


O videoclip não é o original. A melhor banda portuguesa de todos os tempos. Tive uma altura em que só ouvia Heróis do Mar, vale bem a pena ouvir a discografia deles. De vez em quando, via o vocalista, Rui Pregal da Cunha, chegar na sua Vespa ao trabalho, com a careca a brilhar. Ele trabalha numa empresa especializada em criar logótipos e imagens para empresas.

publicado por Ringo às 23:02
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2009

Londres

Foram tantas as pessoas que insistiram comigo para eu descrever a minha viagem a Londres, recebi centenas de e-mails, telefonemas e cartas, quer dizer, para ser sincero, apenas uma pessoa pediu e eu até tinha dito que este blog não iria servir de diário. De qualquer forma, o que eu escrever pode clarificar algumas pessoas que pretendam viajar até Londres.

Comprei o voo na EasyJet e escolhi a opção de levar apenas uma bagagem de mão, a mala tem que ter as medidas que eles indicam. Como não estou muito habituado a viajar, desconhecia que não era permitido levar shampoo ou líquidos com mais de 100ml, o meu shampoo-que-supostamente-evita-a-queda-do-cabelo-mas-que-não-faz-nada ficou em Lisboa, não passou na área de segurança.

Aterrámos no pequeno aeroporto de Luton e aproveitei para trocar as minhas notas em Euros por Libras no aeroporto, aplicaram uma taxa de 12,5%, um roubo. Mais tarde, em Londres, aproveitei para trocar os meus últimos Euros por Libras numa casa de câmbios que não aplicava nenhuma taxa de comissão, em Londres há várias casas destas, é melhor uma pessoa não se precipitar como eu fiz.

Comprámos o bilhete de autocarro de Luton para a Gare Vitória, perto do sítio onde ficava o "hotel". O motorista era bastante cómico e tinha aquele sentido de humor britânico, era como se fosse o comandante do avião, só que neste caso era o comandante do autocarro, ao longo do percurso explicou através de um microfone aos passageiros o motivo de uma demora na auto-estrada e aproveitou para dizer umas piadas.
No primeiro dia aproveitei para andar na Roda do Milénio e ver Londres bem lá do alto, é uma experiênica engraçada mas não vale as 17£ (ah, já consegui descobrir o símbolo da Libra no teclado).

No dia seguinte, aproveitei a manhã toda para ver o Imperial War Museum, é grátis e vale bem a pena, está tudo muito bem organizado, tem várias exposições, desde a I Guerra Mundial até à Guerra do Iraque. Foi engraçado ver os alunos de várias escolas no museu a aprenderem história, os ingleses fazem questão que os mais novos aprendam a sua história de uma forma correcta e sem mentiras. Da parte da tarde aproveitei para visitar o museu Madame Tussaud, tem a parte das figuras de cera, a casa dos horrores e um passeio pelo museu num carro (tipo carrossel), mais uma vez, tudo muito bem organizado, mas não vale as 25£.

Ainda tive tempo para visitar The War Cabinet (o bunker de Churchill), onde foram tomadas importantes decisões durante a II Guerra Mundial. No dia em que terminou a II Guerra Mundial na Europa, o War Cabinet foi fechado e só voltou a ser aberto durante a década de 80. Há aspectos curiosos, os mapas, gráficos, estatísticas, estão intocáveis, tal como alguns lápis, canetas, telefones, camas, etc, tudo ficou tal e qual desde o dia 09/Maio/1945, nesse dia, após vários anos, as pessoas que trabalhavam no War Cabinet puderam ir dormir a casa.

O que realmente me fascinou, não estava nada à espera de ver algo assim, Camden Town, os britânicos aproveitam tudo, aproveitaram umas cavalariças para criar um mercado surreal, onde se vende de tudo.

Algumas curiosidades de Londres:

- Há poucos caixotes do lixo (talvez por causa dos atentados, uma medida de prevenção, digo eu);

- Não há cães vadios, vi muito poucos cães, mas todos estavam acompanhados pelos donos;

- Há placas em todo o lado a informar as pessoas sobre o que não devem transgredir, por exemplo, não se pode dar de comer aos pombos para estes não estragarem as estátuas, só nos parques. Nas filas não se pode falar ao telemóvel, pois pode chegar à vez dessa pessoa e essa pessoa está a falar ao telefone. No metro não se pode estar sentado e colocar os pés no banco da frente. Nas escadas rolantes quem não estiver com pressa encosta-se mais à direita para as outras pessoas poderem passar pela esquerda;

- Não vi nada a informar sobre a Gripe A, talvez os ingleses não sejam tão paranóicos, mal cheguei a Portugal vi inúmeros cartazes no aeroporto a informar sobre a Gripe A com um número para nós ligarmos, enfim;

- Há muito poucas casas abandonadas, tudo é aproveitado e requalificado.

- Quem quiser comer num restaurante a sério, tem que pagar bem caro, talvez no mínimo 20£;

- As Londrinas não são nada feias como algumas pessoas me disseram.

- O preço por um bilhete de metro é de 4£ só para uma viagem, ou 12£ para um dia inteiro.

- O preço de um bilhete de autocarro é de 2£ para uma viagem e de 3.80£ para um dia inteiro. Na minha opinião, compensa mais andar de autocarro, é mais barato e ao contrário de Portugal, funciona bastante bem, está tudo muito bem indicado, normalmente, de 10 em 10 minutos passa um autocarro.

Aproveitei para visitar outros locais mas já estou farto de estar para aqui a escrever.

 



Camden Town



Uma loja em no mercado de Camden



Mais uma loja



Horse Tunnel Market



Mais Lojas



Em Camden Town vi com cada "camafeu".



Canal em Camden Town


 

You look good Winston! Winston Churchill - Madame Tussaud



The Beatles - Madame Tussaud



Adolf Hitler - Madame Tussaud. Acho que fui o único que tirei uma fotografia ao Adolfo.



Chinatown



Londres



Trafalgar Square



St. James Park. Se não estou em erro, para apanhar banhos de sol naquelas cadeiras tinha-se que pagar 4£.



Eram vários os esquilos em St. James Park.



Os esquilos não tinham medo das pessoas, algumas pessoas davam-lhes amendoins.



Entrada do museu da guerra



Uma bomba V2, reparem só no tamanho. A Inglaterra foi bombardeada com milhares destas bombas durante a II Guerra Mundial.



Nazi Boys - Museu da Guerra



Cenário de guerra - Museu da Guerra



Museu da Guerra



Palácio de Buckingham



Pessoas à espera de ver o render da guarda



Render da Guarda



Belas fardas



Roda do Milénio



Vista do Parlamento, Westminster.
 

A maior parte das fotografias foram tiradas por uma pessoa amiga, assim que vi que tinha uma boa máquina fotográfica guardei logo a minha.

publicado por Ringo às 21:36
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Snowflakes - Mercedes Benz

 

publicado por Ringo às 23:00
link do post | comentar | favorito

INXS - Elegantly Wasted

 

publicado por Ringo às 22:54
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Sexta-feira, 9 de Outubro de 2009

Ainda não era desta que ia desistir


 

Depois da minha aparatosa queda, achei que ainda não era altura para desistir de ser motard, qualquer um pode ter um azar, até porque não sou pessoa de desistir facilmente, a não ser que ande mesmo desmotivado.
Nesta segunda aventura, por qualquer motivo, eu e o Travassos  tínhamos decidido ir a Santarém, não me recordo bem porquê.
Partimos de Coruche em direcção a Santarém, na mota do Travassos, uma Sachs V5, penso que lhe tinha sido oferecida pelo avô.
Fomos grande parte do caminho atrás de um camião enorme, certa altura o Travassos não aguentou mais e decidiu ultrapassar o camião, a recta até era bem grande, só que a mota não desenvolvia o suficiente para podermos ultrapassar, tivemos que nos "empranchar" na mota, os dois bem abaixados, de modo a podermos "cortar o vento", não foi suficiente. À nossa frente estava uma curva, sempre pensei que o Travassos desistisse da ultrapassagem, claro que estava enganado, agarrei-me a ele e fechei os olhos, já não havia nada a fazer, ele continuou a ultrapassar o camião na curva e pouco depois concluiu a ultrapassagem, foi um alívio, não sei se foi a Nª Srª de Fátima que nos ajudou, mas nesse momento não veio nenhum carro de frente, cá para mim, achei que foi mesmo sorte.
Parámos antes de Almeirim, no local onde agora está uma rotunda com direcções para Santarém, Fazendas de Almeirim, etc. O Travassos perguntou se eu sabia conduzir motas, prontamente respondi que sim, fiquei excitadíssimo por poder conduzir aquela super mota, só tinha ainda conduzido uma Florett. Quando tentei arrancar estava sempre a deixar a mota ir abaixo, comecei a ficar enervado, à terceira tentativa larguei a bruscamente a embraiagem e acelerei a fundo, a roda da frente da mota levantou, tinha feito um cavalinho sem querer, o Travassos quase que ia caindo, só teve tempo de se agarrar a mim, senão ficava a pé, já não podia parar, tinha-me custado tanto a arrancar.
Ele pergunta-me:
- Olha lá, tu sabes conduzir?
- Claro que sei! - Respondi prontamente, tentando transmitir-lhe alguma confiança.
Quando chegámos a Almeirim, no sítio onde agora está o Pingo Doce, sinto um toque no ombro e vejo ele a fazer sinal para encostar, rapidamente virei à direita e passámos a poucos centímetros da placa a dizer Bem-Vindos a Almeirim, pouco depois estacionei.
- Tens mesmo a certeza que sabes conduzir? - Pergunta-me ele desconfiado.
- Claro que sei!
- Não parece mesmo nada. Quando arrancaste, sacas-te um cavalinho que eu ia caindo da mota e depois quase fizeste com que nos espetássemos contra a placa a dizer Bem-Vindos a Almeirim, eu fiz-te o sinal para estacionares mas não era preciso ser logo, era só quando tivesses oportunidade.
- Calma, estava tudo controlado!
O resto da viagem correu bem, apesar te ter chegado a casa todo ranhoso, estava um frio de rachar.

Ainda hoje, quando vou a Almeirim e passo por aquela placa, lembro-me sempre desta história, só de pensar que podia ter ficado agarrado à placa, eram mesmo coisas de gaiatos tontos.

publicado por Ringo às 15:16
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Franz Ferdinand e Ray Wilson



Franz Ferdinand, dia 02 de Dezembro, Campo Pequeno



Ray Wilson, dia 06 de Dezembro, Maxime

 

Dois concertos a não perder. Só falta mesmo comprar o bilhete para Ray Wilson. Para quem não conhece, Ray Wilson foi o último vocalista dos Genesis.

publicado por Ringo às 09:45
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Outubro de 2009

Vespa 125cc


Desde que entrou em vigor a lei que permite qualquer pessoa com 25 anos conduzir motas até 125cc, meti na cabeça que não seria de todo mal pensado comprar uma Vespa. No próximo ano lectivo até estava a pensar em retomar os estudos, assim iria para a escola de mota e não tinha problemas com o estacionamento.

Aos 15 anos de idade, pedi aos meus pais uma bateria ou uma mota (como eu pensava na altura, achava que era tudo facilidades), claro que nunca me iriam comprar uma mota, logo optaram pela bateria, custou 60 contos.

O pessoal com quem eu me dava naquele ano, eram quase todos do campo e todos tinham motas, a partir daí começou o meu gosto pelas motas. Foi na Salgueirinha que aprendi a conduzir, o meu avô tinha uma Florett de mudanças de punho, foi nessa mota que dei as primeiras voltas e a primeira valente queda.

Tinha combinado com o meu amigo e colega de escola, Bulldog, irmos os dois dar uma volta de mota, eu ia até à Salgueirinha de carro com o meu avô, depois pegava na Florett e ele ia-me mostrar novos caminhos nunca antes percorridos, pelo menos por mim. Ele lá apareceu mais um rapaz que eu não conhecia e lá fomos os três, passámos a linha do comboio da Salgueirinha em direcção à Malhada Alta, eu sentia-me como o Peter Fonda no filme Easy Rider. Meti a 3ª mudança (a mudança mais alta da mota) e atingi a velocidade máxima, talvez uns 50 km/h, ou 60, não tenho bem a certeza, a mota não tinha conta kilómetros, ia numa recta, o outro rapaz, o Luís, faz uma curva apertada para a esquerda, o Bulldog ia mesmo atrás de mim, mas eu ia tão distraído, nem sei no que é que ia a pensar, acho que o meu cérebro parou nesse momento, senti a mota a subir uma barreira e quando dei por mim estava dentro de água. Levanto-me assustado, sem saber bem o que é que tinha acontecido, o Bulldog vem ter comigo, a chorar a rir, escorriam-lhe lágrimas pela cara e diz-me:

- Então não viste a curva pá?

- Não consegui fazer a curva!

- Eia pá, tu não estás bem a ver o teu voo, subiste a barreira e foste cair dentro do "alcaduto" cheio de merda.

- Estou lixado, tens que me ajudar, o meu avô não pode saber que lhe estraguei a mota.

Ele lá me ajudou a tirar a mota de água e tentou meter a mota a trabalhar, só pegava de empurrão e a primeira mudança não entrava. Tirando o susto que apanhei, até estava bem, quer dizer, cheirava mais mal que a Adelaide Ramelosa, fui cair dentro de um "alcaduto", como dizia o Bulldog, com água porca. Não podia ir naquele estado ter com o meu avô, então o Luís levou-me a casa dele, em Vale de Boi (eu nem sabia onde isso ficava) para eu poder limpar-me.

De regresso à Salgueirinha, despedi-me dos meus companheiros e fui ter com o meu avô, deixei a mota no sítio dela, pensando que o meu avô nunca iria dar por nada. Durante o caminho para Coruche, o cheiro dentro do carro não deve ter sido nada agradável, ainda abri o vidro para disfarçar.

Dias mais tarde, fui chamado ao confessionário e tive que contar a minha triste história, a minha avó lá me explicou que não era "alcaduto" que se dizia, era aqueduto, sabia lá eu, ouvia o Bulldog a dizer "alcaduto". Felizmente correu tudo bem, até nos rimos um bocado, mas só eu sei o susto que apanhei, nesse dia, quando cheguei a casa para tomar banho tinha uma patacazita nos boxers.

Hoje em dia, o Bulldog continua um galã, sempre com aquela cara de cão, mas muito bom rapaz. Infelizmente o Luís morreu anos mais tarde num acidente de mota.
Com muita pena minha, mais tarde o meu avô vendeu a Florett, era igualzinha à da foto.


publicado por Ringo às 22:30
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

Genesis - Land Of Confusion

 

publicado por Ringo às 22:28
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 1 de Outubro de 2009

Quinta da Regaleira - Sintra

























Vale bem a pena visitar a Quinta da Regaleira em Sintra, não só pela sua história, mas também por toda a sua paisagem, monumentos, mistério e esoterismo. Quaisquer semelhanças com a Maçonaria é pura coincidência .
Para quem estiver interessado, faça a visita com guia, assim não anda pela Quinta de um lado para o outro sem conhecer a história e o porquê de cada obra, tudo é explicado ao detalhe e nada está ali por acaso.

publicado por Ringo às 16:23
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009

Prato Sabian





A minha última compra, o prato de topo de gama da Sabian, nem vou dizer quanto é que me custou, muitos de vós iriam achar o preço bastante excessivo por um simples prato para a bateria, de qualquer forma, paga-se bem caro pela qualidade.

O mais engraçado na compra do prato, foi a forma como eu consegui juntar o dinheiro, não precisei de tirar do meu ordenado, juntei algum dinheiro com umas vendas de produtos através de um site na Internet. Para ser sincero, não tenho grande jeito para o negócio, mas tudo o que tinha em casa que não me fazia falta, colocava tudo à venda no tal site.
Uma vez até vendi um fato de treino do Sporting que o meu irmão me tinha oferecido, o tamanho era o L, cabiam duas pessoas como eu dentro do fato de treino. O meu irmão ficou um bocado triste, não estava nada à espera que eu vendesse o fato de treino que ele me tinha oferecido. Sempre que vinha ao fim-de-semana a casa, acabava por descobrir qualquer coisa para vender, vendi equipamento informático, peças da bateria, roupa, livros, enfim, tudo o que não me fazia falta.

Agora sinto um vazio, não encontro nada em casa que possa vender, quer dizer, a não ser o bigode do meu pai, já vendi coisas que nunca pensei que alguém comprasse, talvez até desse para vender o belo bigode dele.

Só vi uma vez o meu pai sem o bigode, num "acto de loucura" decidiu cortá-lo, uma mudança radical, desde os 19 anos que usa bigode. Só teve 1 minuto de alegria, foi quando se viu ao espelho, ficou todo contente com a mudança de visual, após vários anos a usar bigode, seria desta que iria cortá-lo. Assim que chegou ao pé da minha mãe, ela começou logo a dizer que ele estava horrível, pudera, nunca o tinha conhecido sem bigode, ao menos podia-lhe ter dado uma hipótese, no início é estranho, mas com o passar do tempo habituamo-nos. O meu pai lá ficou um bocado triste, mas não restou outra opção senão deixar crescer novamente o bigode que a minha mãe tanto gosta.

Esta conversa parva serviu apenas para contar a história do bigode do meu pai. Eu já ando com a ideia de deixar crescer um bigode à Robert Mugabe. 

publicado por Ringo às 22:48
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

Snowflakes - No Woman No Cry (Improviso) - 3Bar

publicado por Ringo às 23:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Ginásio

Para ser sincero, os ginásios nunca me fascinaram muito, sempre achei que podia praticar desporto sem ir ao ginásio. Entendi que já era tempo de fazer algum exercício, só umas corridas durante a semana não estavam a dar o resultado que eu pretendia.

Sendo assim, ontem fui pela primeira vez ao ginásio e até gostei, o local não é muito grande e não tem muita gente, o que é óptimo, temos uma pessoa (Personal Trainer) que nos orienta e indica quais os exercícios que devemos fazer. No meu caso, fiz exercícios para o corpo todo, o meu objectivo não é ficar super musculado, é mesmo fazer exercício e tentar ganhar um pouco de massa muscular, pareço uma tábua de passar a ferro.

Uma coisa é certa, a mim ninguém me vê de camisolas de alças, mais piroso que isso, só mesmo as camisas que o Dunga (Seleccionador do Brasil) usa durante os jogos.


publicado por Ringo às 22:28
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Terça-feira, 22 de Setembro de 2009

The Beatles - Sargent Pepper's Lonely Hearts Club Band



Não resisti. Tinha pensado em comprar toda a colecção dos Beatles que tinha acabado de sair, em estéreo e remasterizado, mas iria começar pelo início, pelo álbum Please Please Me. Depois de muita indecisão, acabei por escolher Sargent Pepper's Lonely Hearts Club Band. E porquê?

Provavelmente o melhor cd dos Beatles, a ideia de criar uma banda dentro de outra banda foi completamente inovadora e genial, claro que esta ideia só podia partir de Paul McCartney. Durante uma viagem, Mal Evans e Paul McCartney começaram a brincar com um frasco de pimenta (pepper) e daí surgiu a ideia.

Naquele tempo, foi dos álbuns que demorou mais tempo a gravar, 129 dias de gravação.
A capa do álbum já foi copiada inúmeras vezes, basta procurar no google. Naquela altura não havia Photoshop, cada Beatle escolheu alguns dos seus ídolos para colocar na capa, tudo foi colado para a sessão de fotografias, o preço que a EMI teve que pagar só pela capa foi elevadíssimo.

Inicialmente, Jesus Cristo e Adolf Hitler também iriam entrar na capa, no final decidiram que seria melhor não colocá-los para não gerar alguma polémica.

Perguntaram ao Ringo quais as pessoas que ele queria escolher para colocar na capa do álbum, ele respondeu: "Tudo o que eles escolherem está bom para mim".

O cd começa com a banda Sargent Peppers Lonely Hearts Club Band a dar as boas vindas, de seguida apresentam Billy Shears (Ringo Starr) que canta With a Little Help From My Friends. Segue-se a psicadélica e contorversa Lucy In The Sky With Diamonds, Getting Better, Fixing a Hole, She's Leaving Home, Being For The Benefit Of Mr. Kite!, Within You Without You, When I'm Sixty Four, Lovely Rita, Good Morning Good Morning, Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band (reprise) e A Day In The Life.

Destaco a When I'm Sixty Four e A Day In The Life.

O melhor mesmo é ouvir o cd, para quem gosta, claro.

 

publicado por Ringo às 22:31
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 21 de Setembro de 2009

The Beatles - For No One

 Para uma pessoa muito especial

publicado por Ringo às 22:34
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009

George Orwell - 1984

 

Que livro, fiquei atónito, quero ler mais livros de George Orwell. Adorei a história, impossível parar de ler, sempre na expectativa do que viria a seguir.

Os dois livros que li de George Orwell, de certa forma, acabam por criticar a maneira como as sociedades estão estabelecidas.

Em 1984, o desenrolar da história é passado no futuro (o livro foi editado em 1949), tudo gira em torno da sociedade existente, não há leis, mas as pessoas sabem que não podem fazer uma série de coisas, tal como criar amizades, conviver, pensar mal do partido, entre outras.

Existe apenas um partido, o partido é que controla tudo na sociedade, há por todo o lado cartazes com a imagem do Grande Irmão, o símbolo do partido, há câmaras e microfones espalhados por todos os locais e não há privacidade. As pessoas não podem ter um pensamento negativo em relação ao partido ou à sociedade, a Polícia do Pensamento detecta logo.

A história gira em torno de Winston Smith, a única pessoa com sentimentos e com senso, capaz de detectar as mentiras do partido, a pouco e pouco vai-se apercebendo da enorme mentira em que a maioria das pessoas vivem e tenta descobrir algumas respostas para as suas perguntas.

publicado por Ringo às 15:12
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009

Blur - Think Tank

 

Faltava-me apenas este álbum para ter a discografia completa dos Blur, tudo cd's originais claro, não é daqueles "comprados" no emule.

Andei numa fase em que não comprava nenhum cd de música, preferia "comprá-los" no emule, o preço de cada cd é exageradamente caro. Neste momento, compro os cd's que realmente gosto, prefiro ter sempre o original e acabo sempre por fazer colecção.

Think Tank, o úlitmo cd dos Blur até ao momento, foi lançado em 2003, apesar de ter recebido muitas críticas positivas e de ter ficado em 1º lugar no Top Britânico de álbuns, o cd é uma completa desilusão para quem gosta dos Blur. O cd que antecedeu Think Tank, 13, já tinha mostrado os Blur com uma nova sonoridade e várias experiências com novos instrumentos, dava para ver qual o rumo que os Blur iriam levar, estavam cada vez mais a distanciar-se do Britpop.

Após a saída do guitarrista Graham Coxon, os Blur ficam reduzidos a apenas três elementos, o vocalista Damon Albarn já havia mostrado interesse por outros géneros de música e estava disposto a experimentar novas sonoridades (mais tarde iria formar os Gorillaz e The Good, The Bad & The Queen), decide levar a banda para Marrocos e os Blur começam a gravar Think Tank. O resultado, na minha opinião, é desastroso, apenas se aproveitam os dois primeiros singles, Out Of Time e Crazy Beat. Thin Tank nada tem a ver com a onda Pop/Rock que os Blur nos habituaram, acaba por ser um álbum de Indie Rock e Rock Alternativo.

Neste momento os Blur voltaram a reunir-se para uma série de concertos, com Graham Coxon integrado, mas ainda não está nada decidido quanto ao lançamento de um novo cd.

 

publicado por Ringo às 22:29
link do post | comentar | favorito

Carole King - I Feel The Earth Move

 

publicado por Ringo às 22:26
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 11 de Setembro de 2009

09/11


Uma história mal contada, muito mal contada mesmo.

publicado por Ringo às 09:48
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 10 de Setembro de 2009

Colega Rui

Hoje aconteceu-me uma situação completamente fora do normal, estava na minha hora de almoço descansado a ler a Blitz, que trazia uma edição especial dedicada aos Beatles (3€ por meia dúzia de folhas é uma roubalheira), quando entra sala o colega Rui (vou chamar-lhe assim). Basta olhar para o Rui para ver que é daqueles cromos difíceis de encontrar, são várias as situações hilariantes que nos proporciona. O Rui hoje trazia vestido uma t-shirt do Bruce Lee, na parte da frente a imagem do Bruce e na parte de trás tinha escrito Bruce Lee numas letras bem gordas, eu nunca pensei que alguém tivesse a coragem de ir para o trabalho com uma t-shirt do Bruce Lee, ainda por cima, metida para dentro das calças e com o belo do sapatinho de verniz a compor o traje. Ele sabia que eu sabia fazer algum tratamento de imagem no Photoshop, pediu-me para juntar duas imagens no Photoshop, quando eu meto a pen no computador, começo a reconhecer aquelas imagens, era a imagem que ele trazia na t-shirt, só que estava separada em dois ficheiros.

Perguntei-lhe como é que ele tinha feito aquela obra de arte, então ele explicou-me que chegou mais cedo ao trabalho, dirigiu-se à impressora multifunções, tirou a t-shirt e digitalizou-a, como era muito grande teve que ficar dividida em dois ficheiros.

Perguntei-lhe para que é que ele queria aquilo, disse-me que tinha receio que a t-shirt se estragasse, aquilo tinha sido um achado, tinha custado 10€ na feira de Corroios, também estava a pensar fazer um wallpaper daquilo para colocar em casa e um dia mais tarde, mandar estampar t-shirts com aquela linda imagem.

Fiquei convencido, não podia recusar perante aquela justificação, não tive outra opção senão juntar as duas imagens numa só e fazer o tratamento necessário, mas com uma condição, também queria uma t-shirt para mim.

O resultado final foi este:



Quem quiser uma t-shirt destas é só pedir

publicado por Ringo às 22:29
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

Publicidade polémica



Na Alemanha está a passar na televisão uma publicidade um tanto ou quanto polémica. Não tenho a certeza se a ideia partiu do Ministério de Saúde Alemão, o que é certo é que a comunidade judaica alemã ficou bastante ofendida com o facto de utilizarem Adolf Hitler nesta campanha. Eu acho esta publicidade extremamente inteligente, serve para alertar contra os perigos do sexo desprotegido e da sida, a verdade é que tal como Adolf Hitler, a sida também é um assassino em massas. Não compreendo o porquê da comunidade judaica ficar tão ofendida, se os próprios alemães reconhecem os erros que Adolf Hitler cometeu durante a II Guerra Mundal, admitiram todo o mal que foi feito, não se percebe o porquê desta indignação. O mesmo não se pode dizer do Japão, o Japão nunca admitiu todo o mal que provocou durante a II Guerra Mundial, nomeadamente à China, daí estes países não terem uma estreita relação.

Nesta campanha entram também Saddam e Estaline.

Para mais informação: http://www.aids-is-a-mass-murderer.com/

publicado por Ringo às 22:13
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Setembro de 2009

Onde é que estavas no dia 09/09/2009 às 09:09?

Para variar, estava no trabalho, devia estar a abrir o Outlook de modo a programar o meu dia de trabalho.

publicado por Ringo às 22:57
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

Franz Ferdinand - Can't Stop Feeling

 

Dos melhores videoclips que alguma vi.

publicado por Ringo às 23:41
link do post | comentar | favorito

Oasis



Parece que é mesmo desta que os Oasis vão acabar. Noel Gallagher, o guitarrista e principal compositor da banda anunciou no site dos Oasis que iria sair do grupo, há já vários meses que não falava com o irmão Liam, a relação entre os dois nunca foi a melhor, tudo começou antes de o grupo iniciar um espectáculo, os irmãos tiveram mais uma das suas brigas e Liam Gallagher com o seu mau feitio partiu a guitarra ao irmão, isto foi a gota de água para Noel que já havia manifestado o interesse de fazer uma pausa dos Oasis após o lançamento do último álbum, Dig Out Your Soul.

Os Oasis começaram a sua carreira em 1991 e em 1994 lançaram o seu primeiro álbum, Definitely Maybe, rapidamente chegou ao 1ºlugar do top britânico. Quando entraram em estúdio para gravar o segundo álbum, (What's The Story) Morning Glory?, Noel decidiu mandar embora o baterista Tony McCarroll e contrata Alan White, que viria a deixar a sua marca na banda. Alguns jornalistas consideravam os Oasis como sendo os sucessores dos Beatles, a banda preferida de Liam e Noel Gallagher, em algumas das letras são encontradas muitas referências aos Beatles.

Nos anos seguintes, lançaram Be Here Now em 1997, The Masterplan em 1998, Standing On The Shoulder Of Giants no ano 2000, Heathen Chemistry em 2002, Don't Believe The Truth em 2005 e por último Dig Out Yout Soul.

É certo que são arrogantes, convencidos, às vezes intratáveis, mas são sem dúvida das bandas mais geniais de todos os tempos, disputaram com os Blur nos anos 90 a liderança do Britpop.

A primeira vez que ouvi uma música dos Oasis, foi em 1995, Wonderwall passava na rádio a toda a hora, não me interessei nada. Quando a minha tia me ofereceu o cd dos Oasis, (What's The Story) Morning Glory?, fiquei rendido, aquele som era completamente diferente de tudo o que tinha ouvido, a primeira faixa, Hello, dava as boas vindas, aquele som das guitarras a entrar na minha cabeça, a bateria com uns breaks completamente novos para mim, a estranha voz de Liam Gallagher, era tudo novo, passava tardes inteiras a ouvir o cd no quarto, deitado na cama.

Espero que seja só mais uma briga de irmãos.

publicado por Ringo às 22:59
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 3 de Setembro de 2009

Sacanas Sem Lei



Quando decidi ir ver este filme ao cinema, estava à espera de algo do mesmo género do Kill Bill, pensei que o Brad Pitt e companhia passassem o filme inteiro a matar nazis. Enganei-me e ainda bem. Não sendo eu grande fã de Quentin Tarantino, reconheço que este é o seu melhor filme. Sacanas Sem Lei é um filme genial, a história é sublime, o elenco não poderia ter sido melhor escolhido e uma banda sonora espantosa.

Apesar de ter apreciado bastante o papel de Brad Pitt no filme Destruir Depois de Ler, na minha opinião, este é de facto o seu melhor papel de sempre, é uma comédia a cena em que ele tem de falar Italiano. Também participam no filme o actor britânico Mike Myers, o actor alemão Daniel Bruhl que tinha entrado no filme Adeus Lenin! e se não estou em erro, também participou no filme o actor que entrava na série Rex o cão polícia.

Penso que não vale a pena estar aqui a contar a história, para os curiosos, o melhor mesmo é ver o filme numa sala de cinema, as 2h 30m são bem empregues.

publicado por Ringo às 22:04
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 1 de Setembro de 2009

Regresso

Depois de duas semanas de férias, é tempo de voltar à monotonia do dia-a-dia. Já lá vai o tempo em que as férias eram 3 meses, nessa altura, chegava ao final de Agosto já farto de estar de férias e ficava ansioso para que começasse a escola, para estar com alguns amigos, não era porque gostasse muito de estudar.
No regresso ao trabalho, deu para reparar que anda muita gente preocupada com a Gripe A, alguns até andam mesmo paranóicos. É verdade que as pessoas têm que se precaver, no entanto algumas pessoas levam o caso ao extremo, por exemplo, aqui no meu local de trabalho, um colega foi de férias para o estrangeiro e quando regressou apenas uma pessoa na divisão dele o cumprimentou com um aperto de mão, com receio de apanharem a gripe. Todos os dias, no telejornal, somos constantemente informados do aumento do número de pessoas que já apanharam a gripe, isto para algumas mentes fracas é complicado, acho que não é por causa da gripe que devemos mudar os nossos hábitos, devemos é tomar algumas precauções, como já foi explicado vezes sem conta, o vírus não se propaga através do ar como alguns ainda pensam.



 

Faz precisamente hoje 70 anos que Hitler decidiu invadir a Polónia, dando início à 2ª Guerra Mundial. Para quem não sabe, no pacto assinado entre a Alemanha e a Rússia, pacto Ribbentrop-Molotov, os Alemães e os Russos decidiram dividir a Polónia entre si, os Russos hoje em dia são recordados como integrantes dos Aliados, mas a verdade é que a Rússia começou a guerra do lado dos Alemães. Depois de duas guerras mundiais, será que vivemos num mundo melhor?

Para celebrar os 70 anos do início da 2ª Guerra Mundial, as editoras decidiram lançar vários livros sobre o conflito, a parte má, os livros são caríssimos, é impossível comprar alguns deles, infelizmente, para termos acesso à cultura é preciso pagarmos e bem.

 

publicado por Ringo às 22:41
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 14 de Agosto de 2009

Férias

publicado por Ringo às 17:25
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 12 de Agosto de 2009

Snowflakes - Festas de Coruche



Concerto dos Snowflakes, Domingo, dia 16 de Agosto, às 00:00 no palco das tasquinhas.

publicado por Ringo às 22:09
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 11 de Agosto de 2009

Supergrass - Diamond Hoo Ha Man

 

publicado por Ringo às 22:37
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 10 de Agosto de 2009

Gerês



Barragem da Caniçada

 



Barragem de Vilarinho das Furnas



Algumas vacas no seu habitat natural



Cascata do Arado



Pessoas a tomarem banho na cascata do Arado. A água estava bastante fria, mas para quem toma banho nas praias da linha de Cascais com água gelada e cheia de óleo dos barcos, vale bem a pena o esforço (a água estava gelada) e tomar um refrescante banho nestas águas limpas e puras.



Outra cascata perto da Portela do Homem.



A caminho da antiga aldeia de Vilarinha das Furnas



O local onde a aldeia está submersa



Marcos da Geira Romana



Torneros, Espanha. Piscina com água natural, a escaldar. A nascente da água quente junta-se com o rio. Valeu bem a pena ter ido a Espanha.

O Gerês é certamente dos locais mais lindos de Portugal, quer dizer, mesmo assim tenho dúvidas, não sei se gosto mais do Gerês ou do Cacém.

publicado por Ringo às 23:12
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Agosto de 2009

Rockband: The Beatles

No dia 09/09/09 irá finalmente ser posto à venda o tão aguardado jogo dos Beatles.

No jogo iremos acompanhar o percurso dos Beatles, desde o The Cavern até ao último concerto no telhado do edifício da Apple. Quem estiver interessado, pode comprar réplicas dos instrumentos dos Beatles, criado propositadamente para o jogo, o microfone, a guitarra do John Lennon, a guitarra do George, o baixo do Paul e a bateria do Ringo, ou seja, é possível assumir o papel de qualquer um dos elementos da banda, seja a cantar, a tocar guitarra, baixo ou bateria.


 

 

publicado por Ringo às 22:06
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009

Franz Ferdinand - No You Girls

 

 Depois do concerto de Franz Ferdinand, esta música ainda não me saiu da cabeça.

publicado por Ringo às 19:46
link do post | comentar | favorito

Paredes de Coura 2009



Entrada para o recinto.

 

 

Dentro do festival

 



Vista para o palco.

 

Comecei já tarde nestas andanças de ir a concertos e a festivais, talvez por causa das bandas que eu gosto, a maior parte dos meus amigos não gostam, por isso não tinha companhia, hoje em dia o pessoal ouve muito reggae, não é que eu não goste, mas prefiro ser eu a decidir o estilo de música ou as bandas que quero ouvir, não oiço aquilo que os outros querem, ou só porque está na moda e parece bem um "gajo curtir reggae". Pelo menos nunca tive que pedir dinheiro aos meus pais para ir ver um concerto.

Pela primeira vez  fui ao Festival de Paredes de Coura, paguei os 40€ apenas para ver Supergrass e se gostasse, Franz Ferdinand, não conhecia nenhuma das restantes bandas.

Não cheguei a ver a primeira banda, The Temper Trap, quando ia a entrar para o festival, o segurança avisou-me que não podia entrar com comida e bebidas, tive que voltar para trás e deixar algumas coisas no carro. A segunda banda, The Pains Of Being Pure At Heart, não foram maus, tinham um estilo de música bastante calmo. Seguiram-se os The Horrors, assim que tocaram a primeira música, achei que era mesmo a hora ideal para ir comer qualquer coisa, aquela guitarra distorcida estragava a melodia agradável, não faziam o meu género.

Por volta das 22:30 (para mim o momento mais aguardado da noite), os Supergrass entram em palco com 5 elementos, só mais tarde é que fiquei a saber, o irmão mais novo do clã Coombes tinha-se juntado à banda quando o baixista Mick Quinn teve um grave acidente e ficou algum tempo hospitalizado, ele é sonâmbulo e enquanto dormia, deu-lhe para se atirar  do primeiro andar de um prédio, desde essa altura, Charly Coombes tem acompanhado os Supergrass. A actuação dos Supergrass foi simplesmente fantástica, era a primeira vez que estavam em Portugal e mostraram que estão em grande forma, deram tudo em palco. Fiquei surpreendido, muita gente conhecia os Supergrass e o público parece ter gostado. Nas críticas que li, os Supergrass foram muito elogiados. O vocalista e guitarrista Gaz Coombes estava imparável, de vez em quando interagia com o público. Vale bem a pena ver esta banda ao vivo.
 

 

Gaz Coombes, vocalista e guitarrista.

 

 

Charly Coombes e Gaz Coombes.

 

Quando passava da meia-noite, finalmente entram os tão aguardados Franz Ferdinand em palco, foi aí que Paredes de Coura tremeu, o público vibrou completamente com Franz Ferdinad. Fiquei bastante surpreendido, os Franz Ferdinand são das melhores bandas para tocar em festivais, nem por um momento abrandaram, sempre muito activos, a dançarem e a curtirem. Quem tem um guitarrista como Nick McCarthy tem tudo, é impressionante a maneira como ele age em cima do palco, sempre divertido e irrequieto, dá mesmo gosto ver um artista assim.

Os Franz Ferdinand deram um concerto que certamente ficará na história de Paredes de Coura.

Não consegui ver o concerto todo, tive que sair um bocado antes do final do concerto, ainda tinha que ir àquelas horas da noite para o Gerês, o percurso no Google Maps parecia mais rápido, não me lembrei que para aqueles lados é tudo serra, o caminho é cheio de curvas, subidas e descidas.

Os Franz Ferdinand voltam em Dezembro a Portugal, é um concerto a não perder.


Alex Kapranos, vocalista e guitarrista dos Franz Ferdinand.



Alex Kapranos.



Nick McCarthy a dançar.


Nick McCarthy.

As fotos dos artistas foram retiradas dos sites www.blitz.pt e http://musica.iol.pt

publicado por Ringo às 09:16
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 28 de Julho de 2009

Mando Diao - Dance With Somebody

 

 

publicado por Ringo às 17:57
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Julho de 2009

Cinco CD'S









publicado por Ringo às 09:56
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Histórias

Quando ando de carro costumo pensar nas mais variadas coisas, é uma maneira de passar o tempo, já que a rádio passa sempre as mesmas músicas. Durante o caminho para Lisboa estava a pensar num cd de música que realmente me tivesse marcado, consegui logo escolher cinco, então pensei que esta semana iria colocar no blog o top 5 de livros, filmes, jogos e cd's de música. Claro que é impossível escolher os cinco melhores livros que alguma vez li, ou os cinco melhores filmes que alguma vez vi, limitei-me a escolher cinco livros e cinco filmes que realmente gostei, não posso afirmar que sejam os melhores de sempre mas marcaram-me.

Gosto de escrever aqui no blog algumas histórias, por mais simples que sejam, desde sempre adorei histórias, desde miúdo, lembro-me das histórias que a minha avó me contava quando eu era bem pequeno, eu e o meu irmão pedíamos sempre para ela contar mais uma, acho que algumas delas eram inventadas e ela tinha muito jeito. Adoro as histórias que o meu avô me conta, algumas sobre o Sporting, lembro-me de uma sobre um guarda-redes do Sporting que jogou com o braço partido contra o Benfica, o Sporting acabou por ganhar o jogo, ou então, quando o meu avô era pequeno, ele ainda se lembra de algumas batalhas aéreas que foram travadas em território português durante a II guerra mundial, nessa altura, na Salgueirinha, havia um senhor que recebia uma revista com as notícias da guerra, pena ele não ter guardado a revista. Uma que me recordo bastante bem, estávamos todos juntos a almoçar, então eu e o meu irmão começamos a brigar à mesa, o que era normal, o meu avô para meter ordem na situação teve que falar um bocado mais alto, deve ter sido a primeira vez que ralhou connosco, estranhámos e calámo-nos, mas eu era fino e para quebrar o ambiente pesado disse mesmo na altura certa: "O juiz decidiu, está decidido", naquela altura dava o juiz decide na televisão, eles acharam piada e voltou tudo à normalidade.

Acho que a vida de cada um de nós é preenchida com as mais diversas histórias, todos os dias alguém conta uma 'calhandrice' (não encontrei esta palavra no dicionário) ou então passamos por algumas situações engraçadas (ou não) que mais tarde serão contadas a alguém como uma história. Também há aqueles que são grandes contadores de histórias, mas gostam de contar a história à sua maneira, ou seja, com uma mentirinha no meio, ninguém dá por nada.

Quem é que não gosta de uma bela história, seja ela verdadeira ou intrujada. O que é que seria das velhas do Bairro Novo sem as habituais 'calhandrices', seria como ir a Lisboa e não haver carros.

publicado por Ringo às 09:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Julho de 2009

Cinco jogos









publicado por Ringo às 14:02
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 22 de Julho de 2009

Cinco filmes









publicado por Ringo às 16:07
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 20 de Julho de 2009

Cinco Livros


Gerald Green - Holocausto

 



Henri Charrière - Papillon

 


Ernest Hemingway - Por Quem Os Sinos Dobram

 

 

Domingos Amaral - Enquanto Salazar Dormia



Paulo Coelho - Zahir

publicado por Ringo às 22:15
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

The Doors - Love Her Madly

 

publicado por Ringo às 22:06
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

Comboio Coruche - Lisboa

 

Ultimamente tenho andado um bocado preguiçoso, o blog não tem sido actualizado com tanta regularidade, se o blog não for actualizado, perde a sua graça e o número de visitas diminui, é como se eu estivesse a tratar do meu Tamagotchi, se ele não for alimentado e cuidado, acaba por morrer (que excelente metáfora, se o Pablo Neruda fosse vivo escolhia-me para ser o seu carteiro).

De vez em quando costumo falar com alguns amigos sobre o nosso futuro, alguns dizem-me que preferem morar em Lisboa, que em Coruche não há emprego, que não se faz nada, se ficarem em Coruche ficam estúpidos, etc... Também já tive essa fase de querer sair de Coruche e ir para fora, a verdade é que eu não sou muito dado a mudanças, e quando surgiu a oportunidade de ir trabalhar para Lisboa, nem hesitei, aceitei prontamente. Depois de estar alguns anos a morar em Lisboa, ou perto de Lisboa, acho que não há local melhor que a nossa terrinha, nada me dá mais gozo do que à Sexta-Feira sair do trabalho e ir para Coruche, logo à entrada sou sempre bem recebido, passo de carro pela Tasca e pela Cubata e revejo sempre algumas caras conhecidas, normalmente o pessoal quando sai do trabalho gosta de ir beber umas cervejas, ou então, há aqueles que estão chateados com o trabalho e passam o dia inteiro na esplanada.

Se este projecto do comboio de Coruche para Lisboa avançar, vai facilitar imenso a vida a muitas pessoas, é preciso é que o pessoal adira, há muita gente a ir diariamente para Lisboa de carro, se a viagem for feita de comboio, será muito mais confortável, o comboio é o melhor meio de transporte, dá para uma pessoa ir a ler, ouvir música, dormir, etc.

Um dia mais tarde, quando pensar em comprar casa, em vez de comprar um T1 a cair de podre por 150.000€ em Lisboa, talvez dê para comprar um T3 novo em Coruche por esse mesmo preço, e assim dá para ficar perto da família e dos amigos.

publicado por Ringo às 09:57
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Terça-feira, 14 de Julho de 2009

The Beatles - Lady Madonna

 

 

publicado por Ringo às 22:27
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 10 de Julho de 2009

Grand Theft Auto IV

 

Finalmente cheguei ao fim do Grand Theft Auto IV, depois de meses a matar mafiosos, chulos, dealers, polícias corruptos e alguns inocentes. Neste momento controlo Liberty City, resta-me explorar a cidade, vou aproveitar para ir ao Strip Club, vou ver se é bem frequentado.

publicado por Ringo às 15:46
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 7 de Julho de 2009

Novos colegas

No meu trabalho algumas pessoas reformaram-se, a administração decidiu que seria necessário contratar uma pessoa por cada duas que saíram. Noto que algumas pessoas andam um bocado entusiasmadas com a entrada dos novos colegas, nesta empresa acaba-se sempre por saber se os novos colegas têm algum familiar na empresa, se entraram através de algum contacto (cunha), ou se entraram através de concurso.

Lembro-me perfeitamente, na altura, quando eu entrei para a empresa, curiosamente, havia uma senhora que se tinha reformado recentemente, essa senhora tinha o mesmo apelido que eu, foi mesmo coincidência, eu até tenho um apelido tão estranho, só mesmo o apelido de Ahmadinejad é mais estranho que o meu. Foram várias as pessoas que me perguntaram se eu era sobrinho da tal senhora, eu respondia sempre que não, tinha sido uma coincidência, aliás, com um apelido igual ao meu, só podia ser da família, mas afastada.

Algumas pessoas pensavam que eu tivera uma bela cunha para entrar para a empresa, a verdade é que foi tudo uma grande sorte, houve um concurso, concorri eu e outro rapaz, esse rapaz foi seleccionado, quando lhe ligaram ele rejeitou porque tinha uma oferta melhor, então lá entrei eu, para o meu primeiro emprego em informática, directamente da tabaqueira (com os ombros na última por andar a carregar fardos de tabaco) para Lisboa. Era tão ingénuo.

publicado por Ringo às 22:23
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 6 de Julho de 2009

Wayne Fontana & The Mindbenders - The Game Of Love

 

 

 

publicado por Ringo às 22:51
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 2 de Julho de 2009

Snowflakes no café Del Rio

 

 

 

publicado por Ringo às 10:57
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Junho de 2009

Michael Jackson

Neste fim-de-semana não se falou de outra coisa, toda a gente comentava a morte de Michael Jackson. É impossível uma pessoa não gostar de uma ou outra música dele. Embora eu não seja grande apreciador de Michael Jackson, talvez por ele se ter tornado numa aberração (não passa pela cabeça de ninguém querer mudar de cor), gosto de algumas músicas dele, aliás, nos anos 80 ele estava no auge da sua carreira, ouvia-se bastante a sua música.

Mais uma morte polémica, tal como a de Elvis Presley, alguns tablóides afirmam que ele estava careca (usava uma peruca), não tinha cana do nariz, tinha várias cicatrizes no corpo devido às intervenções cirúrgicas, tinha algumas costelas partidas, enfim, só depois da autópsia é que saberemos qual a razão da sua morte.
Pena ele ter escolhido o caminho que escolheu, poderia ter sido muito mais respeitado enquanto esteve vivo.
 

 

publicado por Ringo às 22:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quarta-feira, 24 de Junho de 2009

George Orwell - A Quinta dos Animais (Triunfo dos Porcos)

 

Tenho pena de só ter descoberto o gosto pela leitura já tarde, quando tinha 18 anos comecei a ler regularmente, tudo começou quando estava de férias em Vila Nova de Milfontes e para passar melhor o tempo, decidi ir à feira do livro que estava a decorrer, como não sabia o que comprar, não conhecia nada, escolhi um livro chamado Killing Me Softly de Nicci French, como o meu pai tinha alugado o filme, eu já tinha ouvido falar, mas não sabia se era bom ou não, nem nunca tinha visto o filme, foi o único título que conheci, li-o em 2 dias.

Acabei de ler a Quinta dos Animais há algumas semanas, assim que o vi à venda na fnac decidi logo que iria comprá-lo assim que tivesse oportunidade. Acabei por mandar vi-lo do site www.wook.pt, aproveitei a promoção do dia do livro e comprei-o juntamente com outro livro, demorou um mês a chegar.

George Orwell narra-nos a história de um grupo de animais que trabalham e vivem na quinta do Sr. Reis, a situação dos animais vai piorando de dia para dia, são constantemente maltratados, as rações vão diminuindo gradualmente e o trabalho aumenta diariamente. O Major, o animal mais velho da quinta, decide convocar todos os animais para explicar-lhes o sonho que tivera, ele sonhara com uma quinta sem humanos, onde todos os animais seriam iguais, uma quinta governada por todos os animais e que todos fossem livres.
Dias mais tarde o velho major morre e durante esse período os animais sem se darem conta iniciam a revolução, lutando bravamente contra os humanos, acabam por expulsá-los da quinta. Os porcos sempre espertos, quase nem participam na revolução, só mesmo Bola-de-Neve. No final da batalha é convocada uma assembleia com todos os animais para definirem o futuro da quinta, os porcos começam logo a definir o plano estratégico para a quinta e elaboram os 7 mandamentos (com o passar do tempo irá sofrer várias alterações). De uma forma habilidosa os porcos passam a liderar a quinta, embora tenham os mesmos direitos que todos os outros animais, beneficiam de algumas regalias.

No início tudo funciona da melhor forma, os animais trabalham normalmente (excepto os porcos), em troca comem melhores rações e têm direito a gozar algumas folgas.

Com o passar do tempo alguns problemas vão surgindo, um porco chamado Napoleão consegue expulsar da quinta o seu rival Bola-de-Neve (ou matá-lo) e passa a liderar a Quinta dos Animais. Os 7 mandamentos vão sofrendo algumas alterações e os animais passam a trabalhar mais e têm cada vez menos liberdade, por outro lado, os porcos têm cada vez mais benefícios, a Quinta dos Animais vai deixando de ser uma quinta democrática para passar a ser uma ditadura.

Com o passar dos anos, os animais já não se lembram se no tempo do Sr. Reis viviam melhor do que com Napoleão.

Vale mesmo a pena ler o livro, claro que é impossível estar aqui a resumir todos os episódios do livro, mas espero que consigam ter uma ideia do excelente livro de George Orwell. 

O livro foi publicado em 1945, George Orwell era um acérrimo crítico do regime soviético de Joseph Estaline (na altura aliado de Inglaterra). Esta história é claramente uma alusão ao regime soviético, se repararmos, no período em que os animais trabalhavam para o Sr. Reis (Czar Nicolau II), depois os animais iniciam a revolução (revolução bolchevique), dessa revolução surgem dois líderes, Napoleão e Bola-de-Neve (Estaline e Trotsky), este último acabou por ser expulso da quinta ou foi assassinado. 

Por mais revoluções que se façam, os porcos existirão sempre, haverá sempre aqueles privilegiados que nada fazem e só mandam.

publicado por Ringo às 19:38
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

O Estranho Caso de Benjamin Button


 

Que filme!

publicado por Ringo às 15:48
link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
Terça-feira, 23 de Junho de 2009

Lovin' Spoonful - Summer In The City

 

publicado por Ringo às 20:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 17 de Junho de 2009

Vizinho de cima

Ontem tive um filme do catano, estava eu em casa descansado a tocar bateria electrónica (daquelas que não fazem barulho), estava a acompanhar uma música com os phones metidos, começo a ouvir um barulho estranho, parei a música e fui ver o que se passava. O meu irmão estava a discutir com o vizinho de cima, quer dizer, o vizinho de cima estava a discutir com o meu irmão, juntei-me à conversa e logo me apercebi que homem não as metia todas. O vizinho estava todo exaltado porque eu estava a fazer um barulho enorme (o barulho das baquetas a baterem nos pads de borracha) a altas horas da noite (23:00). O senhor até podia ter razão, não nego, eu não tinha noção que ao tocar bateria ouvia-se no andar de cima, tal é a qualidade dos apartamentos, mas perdeu-a logo ao falar de um modo arrogante, a dizer palavrões e a gritar. Lá conseguimos acalmar o homem, sempre a falarmos a bem com ele e a tentarmos dar-lhe a entender que ele até podia ter razão, mas aquilo não são modos de falar, se ele quisesse falava connosco de outra forma, ele lá foi para cima não muito satisfeito e a ameaçar que para a próxima iria chamar a GNR (o Toli César Machado para mandar uns toques comigo?). Até fiquei surpreendido com o meu irmão, fiquei admirado como é que ele conseguiu estar calmo e não ter partido uma tecla do piano ao senhor.

Fogo há coisas do caraças, quando tinha 15 anos, os meus pais compraram-me a minha primeira bateria, tínhamos combinado com o vizinho de cima que eu só tocava à tarde e a horas decentes, claro que houve um dia que ele se exaltou (também não joga com o baralho todo) e o meu pai lá teve que o acalmar, resultado, deixei de poder tocar bateria em casa e logo na altura que estava a começar a aprender. Agora que comecei a ter aulas de bateria e preciso de praticar, surge este indivíduo mal formado a ameaçar-me, não tenho sorte nenhuma.

Depois deste episódio, lembrei-me de uma história, que aconteceu há uns anos. Eu e o meu irmão tínhamos ido ao cinema, quando o filme acabou fomos os dois para casa, mas eu a meio do caminho tive uma excelente ideia, então, comecei a andar mais rápido que o meu irmão e cheguei primeiro que ele ao prédio onde morávamos. Eu sabia que ele entrava no prédio e nunca acendia a luz das escadas, como nós moramos no 1º andar, ele tinha que subir as escadas, escondi-me nas escadas que dão para a cave do prédio, às escuras. Assim que ele entra no prédio, eu prego-lhe um valente susto "BUH", ele ficou super assustado e teve uma reacção que eu não estava nada à espera, mandou-me logo um murro na cara, nesse momento consegui dizer-lhe umas palavras mágicas, que era eu, o querido irmão, a coisa acalmou mas se eu não o tivesse avisado a brincadeira  tinha corrido pior para o meu lado. Foi uma brincadeira que correu mal.

publicado por Ringo às 23:18
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Terça-feira, 16 de Junho de 2009

Duran Duran - Seven and The Ragged Tiger

 

Às vezes costumo dar uma "vista de olhos" nos leilões online, acabo sempre por encontrar artigos que não interessam aos vendedores e que me interessam. A minha última aquisição foi o CD de Duran Duran - Seven And The Ragged Tiger. Para mim, até ao momento, é o melhor disco dos Duran Duran, normalmente um álbum tem 3 ou 4 músicas boas, neste caso não, as músicas são boas do princípio ao fim.

Eu sei que ao falar dos Duran Duran, o pessoal fica logo a pensar que eles são panisgas e que abafam a palhinha, isso não é verdade, como a Laura disse e muito bem, qualquer músico dos anos 80 hoje em dia parece que é gay, basta verem o videoclip mais abaixo para acharmos aquelas roupas um tanto ou quanto estranhas, danças ridículas e para alguns até mesmo a música é horrível. No entanto, músicas como The Reflex , Girls On Film, Rio, entre outras, foram grandes êxitos nas discotecas, o pessoal dançava ao som de Duran Duran, por incrível que pareça, se o pessoal chegasse ao Clean e ouvisse o DJ Grilo a passar Duran Duran, não acredito que o Clean aguentasse muitas semanas aberto.

Simon Le Bon explicou que Seven são os cinco elementos do grupo mais os dois produtores do álbum em busca do sucesso, Ragged Tiger. The Reflex , 3º single do álbum chegou ao 1º lugar do top do Reino Unido.


The Reflex


I Take The Dice

publicado por Ringo às 22:08
link do post | comentar | favorito

David depois de ter ido ao dentista (ainda com o efeito da anestesia)

 

publicado por Ringo às 19:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

The B-52's - Funplex

 

publicado por Ringo às 19:12
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Gasolineiras


Será que ninguém nota que somos roubados todos os dias? Esta situação tem vindo a piorar de semana para semana, a pouco e pouco os combustíveis têm vindo a aumentar, alguém me sabe explicar porquê?
Lembro-me perfeitamente que há um ano atrás, os combustíveis atingiram os valores mais elevados em Portugal, nessa altura o barril de petróleo custava aproximadamente 150 dólares e um litro de gasolina custava 1.55 €. Hoje fui verificar qual o valor do barril de petróleo e reparei que estava nos 66 dólares e a gasolina custa 1.30€ o litro.

Meti-me aqui a fazer umas contas:

 

150$ - 1.55€

66$ -    X

 

X * 150 = 1.55 * 66

 

X = 102.3 / 150 = 0.682€ / Litro


Se no ano passado um barril de petróleo custava 150$ e o litro de gasolina 1.55€, então, se o barril de petróleo está nos 66$, o litro de gasolina deveria estar nos 0.682€. Claro que isto não é assim tão linear, mas dá perfeitamente para ver que estamos a ser roubados e de que maneira, o governo nada faz, pois é do seu interesse que nós paguemos mais pelos combustíveis, quanto mais nós pagarmos mais eles recebem de imposto e metem ao bolso.

Acho escandaloso uma empresa nacional como a Galp, no final do ano dividir os lucros astronómicos pelos seus administradores, isto é um escândalo. No meu entender, a Galp como empresa nacional, ao obter lucros brutais  graças ao dinheiro de todos os portugueses, deveria investir no desenvolvimento do país, por exemplo: podiam comprar carros para a polícia, carros para os bombeiros, oferecer dinheiro a instituições de caridade, comprar equipamentos para os hospitais,  etc. Infelizmente os administradores da Galp não pensam assim e acham que é melhor dividir os lucros entre eles.

 

P.S. -- > Peço desculpa por algum eventual erro, espero não me ter enganado nos cálculos, só tenho o 12º ano e mais dia menos dia acabo por ficar com a escolaridade mínima, uma pessoa está sempre a inovar.

publicado por Ringo às 15:15
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 3 de Junho de 2009

Espertalhões

Esta semana, quando ia de viagem para Lisboa na auto-estrada, sem motivo aparente, havia uma fila enorme de trânsito, as três faixas estavam completamente congestionadas, estava tudo no “pára-arranca”. Estava eu descansado na faixa mais à direita e de vez em quando lá vinha um carro com os 4 piscas ligados a circular na berma, a ultrapassar todos os outros. Há sempre aquelas pessoas que se julgam mais espertas que os outros, julgam que lá por ligarem os 4 piscas têm o direito de fazer o que bem lhes apetece, aliás, hoje em dia os 4 piscas ligados no carro é desculpa para tudo, as pessoas estacionam o carro em qualquer lugar, passam traços contínuos, fazem ultrapassagens arriscadas, etc.

Nestas alturas a polícia devia actuar e multar estes espertalhões.

Estas situações irritam-me profundamente.

publicado por Ringo às 18:56
link do post | comentar | favorito

Snowflakes



Snowflakes

 



Laura

 

Lamas e a sua guitarra bêbada

 

Crazy

 


Asseiceira

publicado por Ringo às 09:16
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Oasis - Let There Be Love

 

 

publicado por Ringo às 22:38
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 29 de Maio de 2009

Vocalista procura banda!

 

 

publicado por Ringo às 13:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 28 de Maio de 2009

Situação na Coreia do Norte


Depois de ter escrito algumas bacoradas no último artigo (por vezes apetece-me escrever coisas parvas mas que me deixam bem disposto, uma pessoa leva uma vida tão séria), neste artigo irei abordar uma situação séria e que me preocupa bastante, o caso da Coreia do Norte.

Infelizmente não aprendemos com a história, por mais guerras que se façam, por mais atrocidades que se cometam, nunca aprendemos com os erros do passado.
Em 1933, um senhor chamado Adolfo (em português) foi eleito Chanceler da Alemanha. Devido à grave situação que a Alemanha estava a passar, só havia duas hipóteses, ou escolhiam os Comunistas ou então o NSDAP (partido nazi). O povo acabou por votar no NSDAP e assim Adolf Hitler conseguiu transformar a Alemanha numa potência mundial.
As coisas não foram feitas rapidamente, tudo foi preparado e estudado, ou seja, a Alemanha não podia ter exército, estava escrito no tratado de Versalhes, mas Adolf Hitler não quis saber e a pouco e pouco o exército começou a aumentar os efectivos. Em 1936 o exército alemão ocupou a Renânia, uma zona da Alemanha que não podia ser ocupada militarmente, violando assim o tratado de Versalhes (mais uma vez), os Aliados nada fizeram, apenas a França se mostrou indignada. Em 1938 a Alemanha anexou a Austria, o famoso Anschluss. Nesse mesmo ano, Adolf Hitler reivindicou a integração dos Sudetas, uma região da Checoslováquia. Os ingleses e os franceses ainda tentaram demover Adolf Hitler, no célebre Acordo de Munique, mas em vão, acederam a tudo o que o ditador alemão exigiu. Até compreendo em certa parte o papel do Primeiro-ministro inglês, Neville Chamberlain, ele tentou por todos os meios evitar a guerra, infelizmente o ditador alemão não pensava o mesmo.
Em Inglaterra havia um velho gordo e careca, as más línguas diziam que estava acabado para a política, o seu nome era Winston Churchill, há bastante tempo que ele avisava para a situação da Alemanha, mas ninguém lhe deu ouvidos. Assim que começou a 2ª Guerra Mundial, os ingleses não tiveram outra opção senão eleger Winston Churchill para Primeiro-ministro, a pessoa certa no lugar certo. O resto é o que se sabe.
Depois dos corajosos terem lido este texto e terem apanhado uma enorme tareia, este texto serviu para comparar os acontecimentos daquela altura com acontecimentos de agora, o ditador da Coreia do Norte, Kim Jong-Il, não respeita a ordem mundial e faz o que bem entende, vai testando as suas bombas nucleares e ameaça a Coreia do Sul. As Nações Unidas, mais uma vez, nada fazem, a única coisa que sabem fazer é reunir de emergência, mas dessas reuniões não saem soluções reais para o problema.
Ninguém faz nada em relação à Coreia do Norte, esperemos que isto não tome outras proporções.
O mesmo se passa com o Irão, a qualquer momento pode atacar Israel e o mundo fica a assistir pávido e sereno.
 
publicado por Ringo às 16:31
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Sexta-feira, 22 de Maio de 2009

1º Concerto

Hoje temos um concerto importante, na Erra, acho que é a primeira vez que vamos tocar com um sistema de som mesmo à maneira.

Ontem à noite estava a lembrar-me do primeiro concerto que demos, foi no dia 27 de Setembro na Golegã, dias antes de completar 24 anos.

Estava um bocado nervoso, praticamente só tínhamos ensaiado mesmo a sério durante um mês, embora as músicas estivessem bem treinadas. É sempre normal ficar com um nervoso miudinho nestas situações, já nos jogos da Erra é a mesma coisa, nem que seja contra uma equipa teoricamente mais fraca, fico sempre com um nervoso miudinho, há coisas que nunca mudam, talvez por empenhar-me e querer que as coisas corram da melhor forma.

Para mim o grande problema desse dia, foi a enorme vontade de "arrear o calhau" momentos antes do concerto. As únicas casas de banho que haviam ali perto eram umas casas de banho públicas, não me parecia boa ideia, aquilo nem tinha sanita, era daqueles buracos no chão, ia ficar com uma enorme dor nas coxas e a casa de banho não era lá muito acolhedora, também não estava com muita vontade de ir às cavalariças. Assim que me sentei na bateria, não sei se foi por causa do banco, a vontade passou e nunca mais me lembrei disso. No outro dia de manhã quando acordei pensei "Houston, we have a problem", fui à casa de banho e larguei a bomba de Nagasaki. Acabou tudo bem.

Em cada concerto há sempre histórias para contar, conhecemos todo o tipo de pessoas, lembro-me de na Glória, quando acabámos de tocar, a outra banda começou o concerto, no meio do "espectáculo", um gajo cai ao lado do baixista e fica estendido no chão até ao final do concerto, ainda tentou levantar-se mas acabou por cair novamente, parecia a bela adormecida, dormiu mesmo, durante umas 2 ou 3 horas. Quando acordou o gajo parecia um desenterrado, lá nos confessou o que tinha sucedido, não se deve fazer misturas.

Hoje às 22h na Erra, concerto dos Stepsons e a seguir os Snowflakes. Depois, o regresso do DJ Rosinha, a festa promete.

publicado por Ringo às 09:24
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quarta-feira, 20 de Maio de 2009

Ensaio sobre a cegueira


Quando decidi ver este filme, foi mesmo por curiosidade, também não conhecia a história, confesso que fiquei bastante surpreendido pela positiva, que grande filme, aliás, todos os filmes que tenho visto do Fernando Meirelles são de enorme categoria.

O filme é um bocado forte, com algumas cenas chocantes (principalmente aquela parte em que as mulheres têm que ter relacções sexuais para poderem receber a comida), é sem dúvida uma enorme critica à sociedade. Será que não estaremos todos cegos?
Agora fiquei com uma enorme curiosidade de ler o livro, acho que pela primeira vez vou ler um livro do José Saramago, sempre me disseram que era um tareias.

publicado por Ringo às 09:31
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 14 de Maio de 2009

4=3


Estava a ver que esta semana não conseguia arranjar um bocado de tempo para actualizar o blog, tem sido uma semana infernal em termos de trabalho.

Actualmente trabalho numa equipa (o termo que o chefe utiliza) composta por 4 elementos (gosto destes termos). Isto na teoria é tudo muito bonito, mas na prática só 3 pessoas é que trabalham, o chefe a única coisa que faz é mandar.

A semana passada chegaram os computadores novos, todos os computadores têm que ser preparados para poderem ser entregues, estão 3 pessoas a preparar os computadores e o chefe apenas indica qual a pessoa que irá receber o computador novo.

Se o trabalho fosse divido por todos seria tudo bem mais fácil, penso que não custava nada, mas infelizmente nem todos temos a mesma maneira de pensar, até posso ser eu a estar errado.

O meu conceito de equipa é um bocado diferente deste, desde miúdo que jogo futebol e sempre aprendi a jogar em equipa, normalmente quando um elemento não está nos seus dias a equipa não funciona bem. Pois bem, fui consultar o dicionário e  verificar qual o significado da palavra 'equipa': 

1. grupo de pessoas que trabalham em conjunto para o mesmo fim

(http://www.infopedia.pt/pesquisa?qsFiltro=14)


Resumindo, quem não faz rigorosamente nada, ganha mais ao final do mês e recebe os elogios. Que belo país este!

 

P.S. --> Será que uma pessoa para ser chefia tem que ser oportunista, interesseiro, ambicioso, intriguista, falso e mentiroso? É claro que há excepções, mas são muito poucos, a grande maioria dos chefes é assim.

 

publicado por Ringo às 14:11
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 8 de Maio de 2009

Música antiga


 

No outro dia, estava a pensar no motivo pelo qual eu gosto bastante de música antiga, nunca tinha pensado nisto e acho que tudo tem uma razão de ser.
Quando eu era pequeno, penso que tinha 6 ou 7 anos, o meu pai tinha um programa na Rádio, aliás, teve vários, agora só me recordo do nome do programa "À luz das velas", foram várias as vezes que fui com ele para a Rádio Voz do Sorraia. Eu era pequeno, ainda não ligava muito a música, mas ouvia as músicas que ele passava, ele costumava passar música calma, baladas românticas, na onda dos Chicago. Eu penso que a partir daí desenvolvi o meu gosto pelos "oldies", mas acho que segui um rumo diferente do gosto musical do meu pai, por exemplo, eu gosto de bandas como Duran Duran, ABC, Heróis do Mar, essa onda mais pop.

Naquela altura o programa "À Luz das Velas" tinha uma série de ouvintes, de vez em quando ele lá recebia uma chamada de um/uma ouvinte a felicitá-lo pelo excelente programa. O que eu achava muito engraçado, era a voz dele quando estava a fazer o programa, modificava a voz de modo a ter uma voz do tipo de locutor de rádio, na altura não percebia porque é que ele fazia isso. Naqueles tempos não havia o Mp3, a música era passada através de cassetes, cd's de música e até mesmo alguns discos vinil.



 

Fora da rádio, eu ouvia outro tipo de música, sempre que ia com o meu avô à Salgueirinha ou à Malhada Alta tratar das abelhas, a cassete que tocava no carro do meu avô era a do "Portugal Mix", ainda não havia a música Pimba, chamava-se música popular. Eu nem desgostava, sabia as músicas todas. A minha tia ralhava com o meu avô por ele andar sempre com aquela cassete no carro e os netos dele só ouvirem o Portugal Mix. Tanto o chateou que ele lá teve que mudar de cassete, mas dessa vez mudou para o Bonga, mais uma vez aprendi as músicas todas do Bonga, tanto que numa aula cantei uma música do Bonga e fiquei de castigo. Tempos mais tarde a cassete viria a ser outra, seria a cassete do Sporting, as viagens para o Algarve eram sempre ao som da Maria José Valério e Companhia.
Outros tempos, belos tempos.
 

publicado por Ringo às 09:22
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 5 de Maio de 2009

Atum de Sangacho

Da próxima vez que for às compras tenho que ter mais atenção, é que na parte dos atuns, pensava eu que só vendiam atum "normal", mas enganei-me, comprei uma lata de atum sangacho (pensava eu que era atum) e fui fazer uma massa especial, até tinha tirado a receita da internet. Quando abro a lata da atum, veio uma golfada, eu achei aquele cheiro esquisito e fui ver o que é que dizia na lata: "Atum Sangacho em Tomate Picante".

Pensei que o atum sangacho misturado na massa até fosse bom, apesar do cheiro, mais uma vez enganei-me e estraguei o meu belo jantar, com pena, lá comi quase tudo.

Para a próxima já não me engano, é que há atum de tudo, até há atum de cavalo (pronto, já estou a mentir sem querer como dizia o amigo Bucha, mas é que eu não fazia ideia que havia montes de variedades de atum).

A avó e a mamã fazem muita falta!

publicado por Ringo às 20:58
link do post | comentar | ver comentários (12) | favorito
Segunda-feira, 4 de Maio de 2009

Violence Of Summer (Love's Taking Over)

Parece que este ano o Verão chegou mais cedo e com ele os habituais namoros de Verão, Coruche já está ao rubro.

Esta música dos Duran Duran faz-me lembrar os namoros de Verão, pelo menos é a intrepretação que eu faço da música.

Violence Of Summer (Love's Taking Over) foi lançada no Verão de 1990, do álbum Liberty, como primeiro single. A música, tal como álbum, não foram muito bem aceites pelo público, só atingiu o 20º lugar do top britânico, nem sequer foi incluída na colectânea Greatest (O melhor dos Duran Duran), tal não foi a frustração da banda, pois esta é sem dúvida uma das melhores músicas da banda de Simon Le Bon.

Mais tarde irei escrever um pouco sobre os Duran Duran, uma das minhas bandas preferidas.

publicado por Ringo às 20:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 29 de Abril de 2009

Mad World

Tears For Fears


Gary Jules

 

Mad World foi o primeiro grande sucesso dos Tears For Fears, o single foi lançado em 1982, chegou ao 3º lugar da tabela britânica, do album The Hurting.

Em 2001, Michael Andrews e Gary Jules fizeram a sua versão de Mad World para o filme Donnie Darko. 
Noto que no dia-a-dia há cada vez menos respeito, as pessoas não se sabem respeitar, seja no trânsito ou mesmo na rua, já não há respeito como antigamente, estes valores tendem a desaparecer.

publicado por Ringo às 10:35
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 24 de Abril de 2009

Razorlight - Slipway Fires


Ontem fui à fnac, normalmente gosto de dar um vista de olhos pelos livros, cd's de música e filmes para ver as novidades e deparei-me com o novo cd de Razorlight, Slipway Fires. Catano, pensei eu, então os Razorlight lançam um cd e nem sequer há publicidade, nem têm direito a serem divulgados em Portugal? Realmente, nós em Portugal, importamos tudo o que é porcaria, é o Funaná, o Weke Weke, agora a Tarraxinha, as modas todas de Angola vêm para cá, depois isso reflecte-se no modo como os miúdos falam, no modo de vestir, na cultura, etc. Enfim...

Para já estou deliciado com estas duas músicas:

 

Wire to Wire

 

 

Tabloid Lover

 

publicado por Ringo às 10:06
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 23 de Abril de 2009

Não, não são os de Coruche

publicado por Ringo às 10:56
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 22 de Abril de 2009

Mammas & Papas - Dream a Little Dream Of Me

 

É das músicas mais lindas que alguma vez ouvi.

publicado por Ringo às 10:36
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Abril de 2009

Jesús Hernández - Operação Valquíria


O plano de Claus von Stauffenberg e dos conjurados não era nada simples, consistia em matar Adolf Hitler e se possível Himmler e Goering, de modo a eliminar os altos cargos do partido, deixando os nazis sem líder, assumir o controlo de pontos estratégicos, iniciar uma revolução (sem o povo saber) e tomar o poder, o país estava a combater em duas frentes (Ocidental e Leste), mais tarde ou mais cedo a Alemanha acabaria por perder a guerra.

As coisas começaram logo a correr mal, após a explosão da bomba, em Rastenburg, onde estava a decorrer uma reunião, o líder alemão sobreviveu à explosão da bomba. Morreram 4 pessoas e outras tantas ficaram feridas, Hitler apenas teve alguns ferimentos ligeiros. Hitler afirmou que foi a Providência que o salvou.

Stauffenberg conseguiu activar uma bomba mas não teve tempo suficiente para activar uma 2ª bomba, sob grande pressão, Stauffenberg esqueceu-se de colocar as duas bombas juntas numa pasta, mesmo que a 2ª bomba não tivesse sido activada, esta iria explodir quando a outra bomba rebentasse, provocando uma explosão enorme.

Stauffenberg saíu da "Toca do Lobo", Rastenburg, rumo a Berlim, pensando que o plano já estaria em marcha. Quando chegou a Berlim reparou que ninguém tinha iniciado a Operação Valquíria, nesta altura já era tarde demais para voltar atrás, os conjurados iniciaram a Operação Valquíria, conseguindo tomar controlo de alguns locais estratégicos de Berlim e prendendo alguns SS.

Foram vários os motivos que levaram a Operação Valquíria a fracassar, mas o principal foi mesmo o facto de Adolf Hitler não ter morrido.

Hitler não ficou parado a assistir aos acontecimentos em Berlim, rapidamente tomou as devidas medidas para acabar com o movimento dos conjurados.

O General Fromm demarcou-se dos conjurados assim que percebeu que o plano não iria resultar, foi preso pelos conjurados. Alguns oficiais dentro do Bendlerblock estranharam a situação e libertaram o General Fromm, que conseguiu tomar conta da situação, após uma troca de tiros os conjurados renderam-se e foram imediamente submetidos a um conselho de guerra, sendo fuzilados.

É claro que os acontecimentos não foram assim tão rápidos como estão aqui descritos, isto tudo passou-se ao longo de um dia e só terminou de noite, com a morte de Stauffenberg e de alguns conjurados. Oito conjurados foram julgados e condenados à morte, pelo tribunal do povo, presidido pelo juiz Roland Freiser que humilhou os réus até se cansar. Estes conjurados foram mortos de uma forma brutal, macabra e selvagem, e a execução foi filmada para mostrar a Hitler e a alguns SS.

Na altura, Stauffenberg era visto como um traidor, depois passou a ser visto como um membro da resistência alemã, hoje em dia é visto como um herói.

Este texto foi escrito por mim, é provável que tenha alguns dados errados (espero que não), se estiverem interessados o melhor mesmo é lerem o livro.

publicado por Ringo às 09:29
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Abril de 2009

História do Salame desaparecido

 

Quando eu era mais novo, numa bela tarde de Verão, a minha avó tinha feito um belo salame e deu-me duas fatias, uma para mim e outra para eu dar ao meu irmão quando chegasse a casa. Naquela altura eu morava perto da casa dos meus avós, então, saí de casa da minha avó com as duas fatias de salame, comi a minha fatia pelo caminho e não fiquei totalmente satisfeito,  pensei que ninguém iria dar por falta da outra fatia, sendo assim, comi a fatia de salame do meu irmão e entrei em casa de mãos a abanar, caladinho, não disse nada a ninguém que a minha avó tinha mandado uma fatia para o meu irmão, estava convencido que o plano iria correr bem.

No dia seguinte, a minha mãe falou com a minha avó e ficou a saber que eu tinha comido a fatia do meu irmão, ele nem sequer chegou a provar.

Não fiquei de castigo, mas devo ter ouvido um raspanete, mas acho que valeu a pena.

publicado por Ringo às 14:24
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Sexta-feira, 17 de Abril de 2009

Festival Paredes de Coura

 

Que grande notícia, Supergrass e Franz Ferdinand vão ao festival de Paredes de Coura, ainda por cima, os dois no mesmo dia, melhor seria impossível. As bandas irão actuar no dia 30 de Julho (Quinta-Feira). Sempre pensei que nunca iria ver Supergrass, é das bandas britânicas que mais admiro, têm uma sonoridade única, graças ao piano de Rob Coombes, irmão do vocalista Gaz. Os gajos são esquisitos como tudo, mas têm músicas muito boas.

Vou ter mesmo que ir a Paredes de Coura, desta é que eu não estava nada à espera.
 

Supergrass


Franz Ferdinand

publicado por Ringo às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Tributo aos Beatles



 

Em Janeiro de 1969, os Beatles iniciaram um projecto cinematográfico que documentaria a realização de sua próxima gravação, originalmente intitulado Get Back. Durante as sessões de gravação, a banda realizou sua última apresentação ao vivo no último andar do edifício da Apple, em Londres, na tarde fria de 30 de Janeiro de 1969.

 
40 anos depois, no dia 8 de Maio de 2009, numa iniciativa repleta de saudosismo, o Coliseu dos Recreios em Lisboa vai assistir à recriação fiel dos anos de magia dos “Fab Four”.
 
Enquadrados pelo ambiente da época os “Fab Four” do “Get Back – The Beatles Tribute” vão fazer as delícias dos verdadeiros fãs e de todos aqueles que reconhecem na mítica banda a raiz do pop-rock moderno.
 
Num palco recriado a rigor, o “Get Back – The Beatles Tribute” promete mais de hora e meia de pura “beatlemania” oferecendo ao público interpretações dos grandes êxitos da banda de Liverpool com uma qualidade inexcedível.
 
Aqueles que alguma vez tiveram a felicidade de assistir a um espectáculo ao vivo dos Beatles vão ter agora a oportunidade de sentir o calor e a vibração transmitida pela mais popular banda de todos os tempos.
 
Os que nunca sentiram esse prazer único vão poder deliciar-se com um espectáculo que os fará viajar até aos inigualáveis anos em que a música era rainha e os Beatles se impunham.
 
Informação retirada do site: http://www.coliseulisboa.com/evento.php?id=431
 
Felipe Fontenelle - Paul McCartney
Luís Bento - Ringo Starr
Miguel Noronha Andrade - George Harrison
Tomás Ramos de Deus - John Lennon

Músicos convidados:

Paulo Muiños - Saxofone
Nuno Reis - Trompete
Tó Bravo - Trombone de Varas
Ciro Bertini - Piano
Ricardo Barriga - Guitarra
 
Para a 1ª plateia os bilhetes custam 22,50€
A não perder!
publicado por Ringo às 13:42
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quinta-feira, 16 de Abril de 2009


 

Há dias enviaram-me um email com um documento do Diário da República, Nº60 - 26 de Março de 2009. Comecei a ler o Diário da República e numa parte estava a aprovação do regime de presenças e faltas ao Plenário, no meio de todas aquelas barbaridades, o ponto 7 é o que chama mais à atenção, reparem:
 

"A palavra do deputado faz fé, não carecendo por isso de comprovativos adicionais. Quando for invocado o motivo de doença, poderá, porém, ser exigido atestado médico caso a situação se prolongue por mais de uma semana".


Então, se um deputado faltar durante 4 dias, poderá dizer que esteve doente e nem sequer terá que apresentar um atestado médico, isto só mesmo neste país, este políticos priveligiados só precisam do nosso voto, depois gozam connosco à força toda.

Há grandes empregos, onde é que me posso inscrever para o cargo de deputado?

publicado por Ringo às 15:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 14 de Abril de 2009

With a Little Help From My Friends

Lembro-me que quando era mais novo, já não me lembro bem qual o motivo, o meu pai uma vez disse-me que amigos verdadeiros só tínhamos três ou quatro. Eu na altura achei que aquilo não fazia muito sentido, então eu até me dava com tanta gente, até era uma pessoa bastante sociável, não concordei em nada com o que ele me tinha dito.

Há alturas na vida em que precisamos mesmo de contar com os amigos, nessas alturas, chegamos à conclusão que nem todas as pessoas com quem nos relacionamos são nossos amigos de verdade, temos quase sempre que errar para aprendermos as coisas por nós próprios.

Ia eu no carro, coloco no leitor de cd's o cd dos Bealtes - Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, começo a ouvir esta maravilhosa música e a lembrar-me de alguns episódios do passado.

With a Little Help From My Friends foi escrita pela dupla Lennon/McCartney, propositadamente para o baterista Richard Starkey (Ringo Starr), de modo a que ele pudesse cantar quase sempre no mesmo tom.

Paul McCartney teve que ajudar o Ringo a cantar a última nota da música.

A música é como se fosse uma conversa, se repararem na letra.
Para mim, deve ser das melhores músicas dos Beatles.
Começa assim:
What would you think if I sang out of tune,
Would you stand up and walk out on me.

.........
 

P.S -> Obrigado Nuno por me teres indicado o site dos Beatles
P.S 2 --> Belo bigode, também quero um assim

publicado por Ringo às 18:28
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 13 de Abril de 2009

Moisés



Não é justo!

publicado por Ringo às 15:13
link do post | comentar | favorito

Biografia de Louis de Funès

Biografia de Louis de Funès sai em Junho

O jornalista e autor francês Bertrand Dicale vai editar a 9 de Junho uma grande biografia do actor cómico Louis de Funès (1914-1983), que protagonizou 120 filmes ao longo de uma carreira de quase 40 anos, entre os quais se contam alguns dos maiores êxitos do cinema francês.

O livro, intitulado De Funès, Grimace et Gloire, com a chancela da Grasset, terá 800 páginas. Dicale, biógrafo de Juliette Gréco e de Serge Gainsbourg, demorou vários anos a investigar a vida particular e artística do popularíssimo actor, que marcou a comédia popular à francesa nas décadas de 60 e 70, graças a filmes como O Gendarme de St. Tropez, A Grande Paródia, O Pequeno Banhista, A Mania das Grandezas ou As Aventuras do Rabi Jacob. Funès foi condecorado com a Legião de Honra em 1973.

 

In "Diário de Notícias Online"
http://dn.sapo.pt/inicio/artes/interior.aspx?content_id=1199854&seccao=Livros
 

O livro terá 800 páginas? Ora aqui está um livro para adquirir, penso que o preço, no mínimo deverá ser uns 40€, tal como a biografia de Churchill ou de Hitler, as editoras gostam mesmo de meter ao bolso.

publicado por Ringo às 10:57
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 8 de Abril de 2009

Mr. Writer


  

 
Mr. Writer é uma música dos Stereophonics (uma banda do País de Gales), no meu entender está muito bem pensada, foi escrita pelo vocalista Kelly Jones. A música é uma crítica aos jornalistas. Foi escrita após uma tournée dos Stereophonics, quando um jornalista acompanhou a banda nessa mesma tournée, acabando por criticar bastante a banda de Kelly Jones e escrevendo algumas mentiras, prejudicando assim a banda.

Em 2001 os Stereophonics lançaram o album Just Enough Education to Perform, Mr. Writer foi o primeiro single, chegando ao #5 do top britânico.

Após o lançamento de Mr. Writer, a relação da banda com os media piorou significativamente.

Ultimamente não tenho acompanhado muito o trajecto dos Stereophonics, sei que em 2008 lançaram Decade in the Sun: The Best of Stereophonics, uma colectânea com todos os grandes êxitos.


 

O Vocalista tem uma voz estranha mas têm músicas muito boas, como por exemplo: Traffic, The Bartender and the Thief, Have a Nice Day, Maybe Tomorrow, entre outras.

publicado por Ringo às 21:22
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

MIC Coruche

Ora aqui está uma excelente ideia!

Acho que este tipo de iniciativas são de louvar, os partidos políticos já metem nojo, até que enfim que alguém tem a coragem de iniciar um movimento de cidadãos, sejam eles do PS, PSD, PNR, PCP, do Benfica, Sporting, etc... O que interessa é que este grupo de cidadãos faça algo de útil por Coruche, isso é que é importante.

Qualquer coisa que se faça em Coruche tem que ser criticada, vi noutros blogs o pessoal a implicar por causa de fulano X ter pertencido ao partido Y, a pessoa pode ter as suas próprias ideias e achar que o partido já não se adequa. A não ser que queiram que as pessoas tenham que ser virgens para fazerem parte do MIC!

O sistema partidário, nos dias que correm, não funciona, basta olharmos para o estado actual do país, o país está a saque, quem quer que esteja no governo, convida os seus amigos para altos cargos, de modo a poderem meter ao bolso.

Esperemos sinceramente que o MIC faça a diferença pela positiva.

Apenas um aspecto negativo, o MIC no seu site informava que em apenas 7 dias, a rede social do MIC no Hi5 contava com cerca de 300 participantes Coruchenses, parece-me propaganda rasca, acho que nem o Joseph Goebbels, se fosse vivo, iria lembrar-se de uma propaganda deste género. Uma coisa é as pessoas aderirem ao MIC, outra coisa é as pessoas adicionarem o MIC como amigo no Hi5, qualquer pessoa se visse o convite no Hi5 faria isso.

publicado por Ringo às 11:52
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 26 de Março de 2009

Coruche Inspira

 

Quem teve a ideia brilhante de criar esta marca não podia estar mais certo.

Concordo plenamente, "Coruche Inspira" e de que maneira, se alguns dos muitos Coruchenses continuarem a inspirar da maneira que inspiram, as passadeiras e tudo o que são linhas brancas pintadas no chão desaparecem, tal não é a quantidade de britadeiros que por aí andam.

O pessoal quer é "mandar apitos", tudo o resto não interessa. E muitos deles são gente de bem!

publicado por Ringo às 14:41
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Janeiro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.links